quarta-feira, 17 de julho de 2019

Paulo Guedes e Jair Bolsonaro confirmam liberação de até 35% do saldo das contas ativas do FGTS

A medida econômica deve liberar R$ 42 bilhões. O anúncio oficial deve ser realizado em breve.

O ministro Paulo Guedes (Economia) confirmou nesta 4ª feira (17.jul.2019) que o governo permitirá o saque de até 35% do saldo de contas ativas do FGTS (Fundo de Garantia de Tempo de Serviço).

De acordo com o titular da pasta econômica, o anúncio da liberação de saques será realizado nos próximos dias pelo governo, afirmou ao jornal Folha de S.Paulo.

A informação de que o anúncio seria feito ainda nesta semana foi confirmada pelo presidente Jair Bolsonaro. Em entrevista coletiva na Argentina –onde participa da 54ª Cúpula do Mercosul–, o presidente disse que a medida representaria “uma pequena injeção na economia”.

“E é bem-vindo isso aí porque começa a economia, segundo especialistas, a dar sinal de recuperação pelos sinais positivos, em especial, também, que estão vindo do parlamento”, afirmou.

O percentual disponibilizado para saque dependerá dos ganhos do trabalhador. Ainda segundo o ministro, o saque dará-se no mês de aniversário de quem tiver acesso ao benefício.

Hoje, o dinheiro das contas ativas tem uso restrito, sendo sua principal aplicação na compra de imóveis. A expectativa é de que a liberação dos saques injete até R$ 42 bilhões na economia.

A 1ª menção do ministro sobre a iniciativa foi feita depois da divulgação do resultado do PIB (Produto Interno Bruto) que foi negativa. Na ocasião, Guedes disse que a liberação seria feita “assim que saírem as reformas”.

PIS/PASEP

Paulo Guedes, que integra a comitiva presidencial na 54ª Cúpula do Mercosul, também projeta a liberação de R$ 21 bilhões de recursos oriundos do PIS/Pasep. “A tendência é esta“, afirmou. Com informações do portal Poder 360.


texto


Nenhum comentário: