domingo, 21 de julho de 2019

Passando a limpo: O que Bolsonaro realmente falou sobre o Nordeste

Qualquer afirmação contraria aos fatos, é uma pura manifestação do ativismo ideológico.

O presidente Jair Bolsonaro, que fez uma crítica aos governadores da Paraíba e do Maranhão, teve seu comentário distorcido pela extrema-imprensa e pelos esquerdistas que escravizaram os nordestinos com assistencialismo.

“O governador de Paraíba [em referência a João Azevêdo Lins Filho, do PSB] é pior que esse do Maranhão [Flávio Dino, do PCdoB]. Não tem que ter nada com esse cara”, afirmou o presidente.



Lula e Dilma trataram os nordestinos como escravos. Durante anos priorizaram o assistencialismo ao invés de diminuir impostos, estimular o mercado e gerar empregos. Porém, para a extrema-impressa o intolerante é Bolsonaro, que em 7 meses estimulou a criação de mais 350 mil empregos.

Existem duas formas de enxergar isso:
1) Estupidez;
2) Má fé.


Com informações do portal Conexão Política


texto


DENGUE MATA

Nenhum comentário: