quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Suspeito de esfaquear Bolsonaro está preso e foi filiado ao PSOL (veja vídeo)

Bolsonaro estava na cidade de Juiz de Fora, sendo carregado nos ombros por apoiadores quando recebeu a facada.

A Polícia Militar divulgou que o suspeito de atacar com facas o candidato a Presidência da República Jair Bolsonaro nesta quinta-feira (06) foi identificado, confessou o crime e está detido. Ele é Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos. A polícia ainda revelou que Oliveira foi espancado e está muito machucado.



Bolsonaro estava na cidade de Juiz de Fora, sendo carregado nos ombros por apoiadores quando recebeu a facada. Em seguida, foi logo retirado do local e levado ao hospital.

A assessoria do candidato informou que a faca atingiu o fígado e que Bolsonaro está passando por uma cirurgia.

De acordo com a Ansa, o agressor costumava postar no Facebook diversas mensagens com críticas ao candidato. Ele ainda teria participado de manifestações contra o presidente Michel Temer e pela liberação Luiz Inácio Lula da Silva.

A revista Veja apurou que Oliveira foi filiado ao PSOL de Uberaba (MG), entre os anos de 2007 e 2014. O presidente nacional do PSOL, Juliano Medeiros, disse que não tem conhecimento sobre a filiação e vai se inteirar do assunto. Com informações do Notícias ao Minuto.

LEIA TAMBÉM:

Bolsonaro é esfaqueado durante campanha em Minas Gerais

O candidato foi atingido na região do abdômen e não corre risco de morte
Jair Bolsonaro levou uma facada na tarde desta quinta-feira (6) durante um ato de campanha em Juiz de Fora, no Sul de Minas Gerais. De acordo com a assessoria de imprensa do candidato do PSL à Presidência, o corte foi 'superficial'.

Segundo o "G1”, o capitão reformado estava sendo carregado por apoiadores quando sentiu dor. Ele foi retirado do local imediatamente por um carro da Polícia Federal e levado para a Santa Casa da cidade.

Um vídeo publicado nas redes sociais mostra o momento do ataque.

Eduardo Bolsonaro, filho de Jair, disse no Twitter que o pai não corre risco de morte.

"As informações que tenho são preliminares e neste tipo de situação sempre há muita notícia desencontrada. Mas chegou a mim que Jair Bolsonaro foi esfaqueado num evento em MG, mas está fora de risco de morte. Peço que orem por ele e sabendo de algo mais publico aqui", escreveu o candidato à Câmara dos Deputados.

Veja o vídeo:



texto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM