sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Lewandowski suspende julgamento em que Lula perdia por 7 a 1

Pedido de vista levará recurso do ex-presidente, contra prisão após segunda instância, a ser discutido no plenário físico do Supremo.

A maioria dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) votou contra o recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que pede sua liberdade.

O julgamento, que está sendo feito pelo plenário virtual (uma plataforma eletrônica do STF e só acessível aos ministros), foi interrompido por um pedido de vista feito pelo ministro Ricardo Lewandowski.



Com isso, o presidente do Supremo, Dias Toffoli, deve pautar o recurso para ser julgado em plenário.

Até agora sete ministros votaram contra o recurso: Toffoli, Edson Fachin, Cármen Lúcia, Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Gilmar Mendes.

Já o ministro Marco Aurélio Mello votou a favor. Para ele, qualquer prisão só deve ser efetivada depois de esgotados todos os recursos do réu.

Ele defendeu que o caso fosse julgado no plenário físico e que o Supremo voltasse a discutir a prisão após segunda instância, apurou a reportagem.

Por causa do voto divergente de Marco Aurélio, Lewandowski pediu vista dos autos. Com informações da Folhapress.


texto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM