quarta-feira, 11 de julho de 2018

Demissão de servidores terceirizados na UFS recebe protestos do Sintufs

O Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos da Universidade Federal de Sergipe (Sintufs) promovem uma manifestação, na manhã desta quarta-feira, 11, em apoio a servidores terceirizados que foram demitidos, no início do mês, pela empresa Real Service, que opera na instituição.

De acordo com a assessoria de Comunicação do Sindicato, isso aconteceu por conta do atraso de salários. A terceirizada teria informado que os funcionários sofreriam represálias caso procurassem o sindicato.

Agora, o ato acontece para cobrar que os direitos trabalhistas sejam respeitados, que a readmissão dos trabalhadores demitidos aconteça e que a reitoria da UFS se posicione. Os manifestantes tentam mobilizar as comunidades acadêmica e externa com panfletagem e conversas. O trânsito na avenida Marechal Rondon não está interditado.

Resposta da UFS

O pró-reitor de Planejamento da UFS, Rosalvo Ferreira, falou que as decisões sobre os funcionários cabem à prestadora de serviço. “A questão principal não é em relação a se há ou não demissão. A Universidade faz um contrato com a empresa para prestação de um serviço com um número de postos. Para a UFS não há demissões, na medida em que essas ocupações estão garantidas. Os serviços serão continuados. Se, porventura, algum trabalhador vinculado à terceirizada chegue a ser substituído, essa é uma decisão exclusiva da empresa”. Com informações de Victor Siqueira do portal Infonet.

..texto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM