terça-feira, 12 de junho de 2018

TSE continua julgamento de deputados e ex-deputados de Sergipe

O processo se refere a deputados da legislatura de 2014. Segundo a Procuradoria Regional Eleitoral, cada um teria usado em benefício das candidaturas R$ 1,5 milhão.

Na noite desta terça-feira (12), o ministro Luiz Fux, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), vai dar continuidade ao julgamento do caso das subvenções sociais da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) com uma extensa pauta [22 processos].
Onze dos atuais 24 deputados estaduais podem ser cassados e ficarem inelegíveis.

O julgamento também envolve ex-deputados que foram condenados pelo Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe, que constatou que os valores destinados pelos deputados a entidades filantrópicas beneficiavam as próprias candidaturas. De acordo com a Procuradoria Regional Eleitoral (PRE-SE), cada um teria usado em benefício de suas candidaturas R$ 1,5 milhão. 


Em março, o Tribunal já havia iniciado a fase preliminar do julgamento, mas por causa do pedido de vistas de um dos ministros, Napoleão Nunes Maia Filho, a sessão foi suspensa.

Na pauta desta terça estão incluídos os agravantes envolvendo os deputados Francisco Gualberto (PT), Pastor Antônio (PSC), Garibalde Mendonça (MDB), além dos recursos de Augusto Bezerra (PHS), Zezinho Guimarães (MDB), Venâncio Fonseca (PSC) Gustinho Ribeiro (SD), Jeferson Andrade (PSD), Luiz Mitidieri (PSD) Paulinho da Varzinhas (PSC), Maria Mendonça (PSDB), Capitão Samuel (PSC).

Serão julgados também os deputados federais Adelson Barreto (PR) e João Daniel (PT), que na época eram deputados estaduais, e os ex-deputados Conceição Vieira, Arnaldo Bispo, Gilson Andrade, Mundinho da Comase, Zeca da Silva e Zé Franco. As atuais conselheiras do Tribunal de Contas do Estado, Angélica Guimarães e Susana Azevedo, que são ex-deputadas, estão na pauta. 
Com informações do G1.

.texto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM