domingo, 6 de maio de 2018

Fluminense arranca uma virada em cima do Vitória no Barradão

Na base da luta e perseverança, o Fluminense arrancou uma virada por 2 a 1 em cima do Vitória em pleno estádio do Barradão na tarde desse domingo. Nenhuma das duas equipes teriam muitos motivos para comemorar depois do que fizeram em campo em Salvador. Mas, o jogo muito fraco tecnicamente, com um exagero de erros das duas partes e poucos lances de gol, acabou ao menos dando um resultado importante para os cariocas.

Para os rubro-negros, o revés caiu como um balde de água fria, pois mantém o jejum de triunfos da equipe no Campeonato Brasileiro depois de quatro rodadas. Os comandados de Wagner Mancini são os penúltimos colocados na tabela de classificação, com apenas um ponto somado. Por outro lado, o tricolor salta para a sexta posição, com sete pontos.

A partida marcou a estreia de dois zagueiros, um de cada time. Aderllan, ex-São Paulo, compôs a zaga do Vitória, enquanto Nathan Ribeiro fez sua primeira apresentação pelo Fluminense depois de uma década jogando do Catar.

E se faltava inspiração para os atletas em campo, tudo ficou ainda pior com uma chuva torrencial que deu as caras logo após o início do confronto. Com o gramado encharcado, ninguém conseguia construir nada, com exceção a Jeferson, que pela direita era sempre a válvula de escape dos mandantes.

E foi justamente graças a uma jogada do lateral direito que Neilton pôde aproveitar descuido da defesa tricolor para estufar as redes de Júlio César com 20 minutos de partida.

Apesar do gol, o Vitória não aproveitou o bom momento. Recuado, a fim de apostar nos contra-ataques, os baianos deram campo ao Fluminense, que por sua vez não transformava o domínio em chances reais de gol.

A etapa final não mudou o panorama do confronto, que parecia mesmo caminhar para a primeira vitória do Leão nesse Campeonato Brasileiro diante da falta de eficiência dos jogadores em campo.

Sem inspiração no meio de campo e criatividade para chegar ao gol, restou ao Fluminense, então, a bola parada. E foi assim que o time de Abel Braga conseguiu a virada no Barradão.

Primeiro, aos 27, Pablo Dyego aproveitou tumulto dentro da área para empatar o jogo. Depois, já aos 40 minutos, Pedro subiu mais alto que todo mundo e garantiu, de cabeça, a vitória do Fluminense.

Pelo Brasileirão, na próxima rodada o Vitória encara o Vasco no próximo domingo, em São Januário. No dia seguinte, o Fluminense faz clássico no Engenhão com o Botafogo.
Antes disso, porém, as duas equipes têm duelos decisivos por outras competições. Na quarta, os cariocas visitam o Nacional Potosí pela Copa Sul-Americana, enquanto os baianos encaram o Corinthians, em Itaquera, pela Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 1 X 1 FLUMINENSE


Local: Barradão, em Salvador (BA)
Data: 06 de maio de 2018, domingo
Horário: 16h (Brasília)
Árbitro: Rodrigo D´alonso Ferreira (SC-CBF)
Assistentes: Helton Nunes e Alex dos Santos (SC-CBF)
Cartões amarelos: Kanu, Rhayner (VIT); Jadson (FLU)
Público: 6.652 (pagantes), 7.030 (total)
Renda: R$ 66.159,50.

GOLS:
Vitória: Neilton, aos 20 minutos do 1T
Fluminense: Pablo Dyego, aos 27, e Gilberto, aos 40 minutos do 2T

VITÓRIA: Caíque, Jeferson, Kanu, Aderllan (Ramon) e Pedro Botelho; Uillian Correia, Rhayner; Neilton (Alex Baumjohann) e Wallyson; Yago (Luan) e Denílson
Técnico: Vagner Mancini

FLUMINENSE: Júlio César, Renato Chaves, Frasan e Nathan Ribeiro; Gilberto, Richard, Jadson (Robinho), Sornoza e Marlon; Marcos Júnior (Pablo Dyego) e Pedro (Dodi)
Técnico: Abel Braga

Com informações da Gazeta Press.

.texto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM