domingo, 20 de maio de 2018

Com reservas, Corinthians empata com Sport e perde chance de liderar

O Corinthians desperdiçou a oportunidade de se tornar líder do Campeonato Brasileiro. Neste domingo, o técnico Fábio Carille recorreu a sete jogadores considerados reservas para escalar a sua equipe, desgastada após a goleada por 7 a 2 sobre o Deportivo Lara na Venezuela, e assistiu a um empate por 1 a 1 com o Sport, na Arena de Pernambuco.

O resultado deixou o Corinthians com os mesmos 11 pontos ganhos por Flamengo e Palmeiras, atrás dos 13 do Atlético-MG, e ainda em jejum na Arena de Pernambuco.

No estádio construído para a Copa do Mundo de 2014, o clube paulista já havia perdido por 1 a 0 para o Náutico em 2013 e por 2 a 0 para o próprio Sport (que foi a 8 pontos) em 2015.

Neste fim de semana, o Corinthians até deu esperanças à sua torcida, presente em bom número nas arquibancadas. O centroavante Roger, de cabeça após cobrança de escanteio, marcou o seu primeiro gol pelo clube no princípio do segundo tempo. Pouco depois, contudo, Carlos Henrique deixou o banco de reservas e igualou para o Sport.

Superada a sexta rodada do Campeonato Brasileiro, o Corinthians voltará a se preocupar com a Copa Libertadores da América na noite de quinta-feira, quando receberá o colombiano Millonarios em Itaquera. Pela competição nacional, visitará o Internacional no próximo domingo. Um dia antes, o Sport visitará outro clube paulista, o Palmeiras.

Timão desentrosado


Mesmo bastante desfalcado, o Corinthians tentou ocupar o campo ofensivo já nos primeiros minutos de partida contra o Sport. A intenção parecia ser aproveitar a velocidade e a habilidade de Pedrinho, um dos quatro titulares que não ganharam descanso, para acuar os mandantes, principalmente pela direita.

Foi outro titular – ao menos enquanto Fagner se recupera de lesão e defende a Seleção Brasileira – quem mais incomodou o Sport por ali. Aos sete minutos, Mantuan carregou até dentro da área, fazendo com que a defesa adversária se abrisse, e arriscou o chute rasteiro. A bola saiu pela linha de fundo.

O Sport não demorou a reagir. Dois minutos mais tarde, Everton Felipe levantou a bola na pequena área da direita, e ninguém conseguiu concluir na direção da meta. Gabriel chegou a desviar, porém sem precisão suficiente para marcar o primeiro gol do jogo.

A oportunidade desperdiçada animou o Sport, que passou a dominar as ações a partir de então. O time da casa era beneficiado pelos vários passes errados pelo Corinthians – alguns, fáceis –, que começava a acusar o desentrosamento. Para piorar, a equipe visitante, sem Maycon e com Paulo Roberto no meio-campo, tinha dificuldades para fazer a transição entre a defesa e o ataque.

Aos 21 minutos, o Sport voltou a levantar a sua torcida. Everton Felipe ergueu a bola na área para a passagem de Rogério, que superou a zaga rival e apareceu diante de Walter. O substituto de Cássio, outro corintiano que estará na Copa do Mundo da Rússia, fechou bem o ângulo e fez a defesa.

Um gol para cada lado


O Corinthians retornou para o segundo tempo sem alterações em sua formação, mas disposto a mudar a sua postura em campo. O técnico Fábio Carille queria que o time investisse mais pela esquerda, onde a dupla formada por Juninho Capixaba e Júnior Dutra não chamava a atenção. Roger precisava ser mais acionado.

Aos nove minutos, o centroavante fez a diferença em uma jogada de bola parada. Mateus Vital cobrou um escanteio da direita, e Roger subiu no meio dos seus marcadores para cabecear com firmeza e estufar a rede. Foi o primeiro gol do ex-jogador do Sport pelo Corinthians.

O técnico Claudinei Oliveira resolveu agir. Trocou Everton Felipe por Carlos Henrique e logo foi recompensado. Aos 18 minutos, Rogério passou por Juninho Capixaba e tocou para o atacante, que girou dentro da área e bateu cruzado para empatar o jogo na Arena de Pernambuco.

Com o placar novamente igualado, foi a vez de Carille entrar em ação, com a substituição de Paulo Roberto por Maycon. Depois de o prata da casa finalizar a sua primeira jogada, o técnico mexeu no Corinthians outra vez, recorrendo ao contestado Marquinhos Gabriel na vaga do xodó Pedrinho.

O Corinthians ficou mais exposto com as mudanças, e o Sport procurou tirar proveito. Com Michel Bastos e Deivid nos lugares de Rogério e Neto Moura, os anfitriões começaram a explorar as deficiências defensivas de Juninho Capixaba e a dar bastante trabalho ao goleiro Walter, que conseguiu deixar o campo sem ser vazado pela segunda vez.

FICHA TÉCNICA
SPORT 1 X 1 CORINTHIANS


Local: Arena de Pernambuco, no Recife (PE)
Data: 20 de maio de 2018
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho (GO) e Bruno Pires (GO)
Público: 28.942 pessoas
Renda: R$ 593.910,00
Cartões amarelos: Ernando e Carlos Henrique (Sport); Paulo Roberto, Juninho Capixaba e Gabriel (Corinthians)
Gols: SPORT: Carlos Henrique, aos 18 minutos do segundo tempo; CORINTHIANS: Roger, aos 9 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Walter; Mantuan, Pedro Henrique, Henrique e Juninho Capixaba; Gabriel, Paulo Roberto (Maycon), Pedrinho (Marquinhos Gabriel), Mateus Vital (Emerson Sheik) e Júnior Dutra; Roger
Técnico: Fábio Carille

SPORT: Magrão; Cláudio Winck, Ronaldo Alves, Ernando e Sander; Anselmo, Neto Moura (Deivid), Gabriel, Everton Felipe (Carlos Henrique) e Rogério (Michel Bastos); Rafael Marques
Técnico: Claudinei Oliveira

(Gazeta Esportiva)

Confira os melhores momentos da partida:


.texto


Nenhum comentário: