quarta-feira, 18 de outubro de 2017

MinC e Secult lança Mapa Cultural do Estado de Sergipe

O espaço virtual promete dar visibilidade à cultura sergipana.

Um evento realizado na tarde desta terça-feira, 17, na Biblioteca Pública Epifânio Dória, marcou o lançamento do Mapa Cultural do Estado de Sergipe. O mapa que é um espaço virtual interativo onde a comunidade pode utilizar tanto como agente, cadastrando suas atividades, como para buscar informações, é uma iniciativa do Ministério da Cultura (MinC) e visa integrar e dar visibilidade para projetos, artistas, espaços, eventos culturais e seus produtores.

Para o secretário de Estado da Cultura, João Augusto Gama, o Mapa Cultural vem num momento oportuno para o cenário da cultura sergipana. “Ele vai trazer informações importantíssimas para a população e para os artistas. Isso é uma ferramenta formidável e moderna onde as pessoas poderão acessar todo o conteúdo cultural através da internet”, explica.


O Superintendente Executivo da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), Irineu Fontes, explica que a plataforma será importante tanto para os gestores públicos, quanto para os agentes culturais. “Com o cadastro na plataforma nós saberemos onde as políticas serão aplicadas”, declara.

Segundo Irineu, a plataforma também será importante na medida que divulgará a cultura sergipana para outros estados. “Toda a informação que é cadastrada no nosso mapa, é de imediato jogada para o mapa nacional, então a informação pode ser acessada no mundo inteiro”, destaca.

Agentes culturais

Durante o evento, os artistas puderam fazer seus cadastros na plataforma. Para o artista visual Crec Leão, a plataforma é prática. “É fácil de ser acessada. Espero que isso norteie a cena cultural do nosso estado”, pensa.

Fábio Sampaio acredita que o mapa facilitará na pesquisa pelos agentes culturais. 
O também artista plástico Fábio Sampaio acredita que o mapa facilitará na pesquisa pelos agentes culturais. “O mapa vem para agrupar em um só lugar as atrações culturais do nosso estado. É a tecnologia a serviço da nossa arte”, acredita.

A plataforma já está disponível pelo endereço www.mapas.cultura.se.gov.br e pode ser acessada gratuitamente.

Informações de Yago de Andrade e Verlane Estácio, Portal Infonet.


.texto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM