domingo, 6 de agosto de 2017

Flamengo pressiona, mas defesa erra e Vitória vence na Ilha do Urubu

Na imagem: Diego protege a bola de Ramon na derrota do Flamengo para o Vitória.

Gazeta Esportiva -
O Flamengo recebeu o Vitória na manhã deste domingo na Ilha do Urubu, no Rio de Janeiro, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com uma derrota e um empate nas últimas duas rodadas, a equipe carioca precisava da vitória para se recuperar na tabela, mas acabou derrotada por 2 a 0. Em falhas individuais de Willian Arão e Réver, Yago no primeiro tempo, e Neilton, de pênalti, no segundo, decretaram o triunfo dos baianos.

Com dez gols sofridos nas últimas quatro partidas, o Flamengo estacionou nos 29 pontos na tabela e começa a flertar com o lado de fora do G6. Já o Vitória foi a 19 pontos e vê mais perto a chance de sair da zona do rebaixamento.

Na próxima rodada, a primeira do returno, o Flamengo visita o Atlético-MG no Mineirão, no domingo, enquanto o Vitória recebe o Avaí no sábado, no Barradão.

Veja como foi o jogo

Assim que a bola rolou no Ninho do Urubu, as proposta de jogo das equipes ficaram muito claras. Dono da casa e precisando se recuperar da derrota para o Santos no meio de semana, o Flamengo entrou em campo com uma formação mais ofensiva, com apenas um volante. Já o Vitória veio ao Rio de Janeiro para se defender e buscar uma oportunidade nos contra-ataques.

Os números do primeiro tempo mostraram o amplo domínio da equipe carioca, com 60% de posse de bola, 11 a 3 nas finalizações, e 3 a 1 nos escanteios. Mas no placar, a história foi diferente. Em falhas defensivas do Flamengo, o Vitória aproveitou as oportunidades que teve e saiu de campo com os três pontos.

A primeira boa chance de abrir o placar foi do Urubu. Aos oito, Trauco trabalhou pela esquerda e enfiuou em profundidade para Vizeu, que entrou na área e bateu de canhota no canto de Fernando Miguel. O goleiro do time da Bahia voou e espalmou para escanteio.

Aos 12, Éverton Ribeiro é derrubado nas proximidades da área e a falta é anotada. Diego cobrou no ângulo esquerdo com muita categoria, mas a bola passou tirando tinta da trave e foi pela linha de fundo, com o goleiro batido.

O Vitória respondeu somente aos 16, quando Tréllez rolou para David, que bateu rasteiro para fora.

O Flamengo pressionava e quase chegou ao gol aos 23. Primeiro foi Geuvânio que trabalhou pela direita e levantou na área. Diego tentou o voleio de primeira, mas a zaga cortou e afastou. A bola seguiu com a equipe carioca e Everton recebeu na ponta esquerda, entrou na área e cruzou rasteiro por trás da zaga. Felipe Vizeu tentou empurrar de carrinho, mas chegou atrasado.

No minuto seguinte, Éverton Ribeiro deu lindo passe para a entrada de Vizeu na área, e o atacante emendou de primeira pelo alto, mas a bola foi em cima do goleiro do Vitória.

Até essa altura do confronto, o Vitória tinha muitas dificuldades para armar o contra-ataque, mas a partir dos 30 minutos, começou a segurar mais a bola. Aos 40, bola cruzada na área do Flamengo e Willian Arão, sozinho falha ao fazer o corte e manda noa pés de Yago, na entrada da área pela direita. O meia ajeitou e soltou a bomba cruzada, no ângulo de Diego Alves, que não conseguiu pegar: 1 a 0.

As duas equipes voltaram sem alterações para a etapa final. O Jogo caiu de ritmo e ficou truncado no meio. O Vitória bem fechado na marcação e o Flamengo com dificuldades para criar jogadas. Aos 15, os dois treinadores mexeram nas equipes: Geuvânio deu lugar a Berrío Rubro-Negro carioca, e Patric substituiu Yago no baiano.

Quatro minutos depois, o lance que definiu o jogo. Tréllez recebe no ataque, faz a virada em cima de Réver e entra na área. Na perseguição, o zagueiro do Fla derruba o atacante e o árbitro mostra a marca do pênalti. Neilton cobrou com paradinha e bola de um lado e goleiro do outro: 2 a 0 Vitória.

O Flamengo seguiu insistindo na busca pela reação, e teve duas boas chances, aos 32 e 37. Na primeira, Vizeu serviu Éverton Ribeiro que enfiou na área para Berrío. O colombiano chutou de primeira e a bola bateu no peito de Fernando Miguel. Na outra, jogada em velocidade pela direita, Berrío tocou na frente e perto da área cruzou para Vinícius Junior, que bateu forte no canto, mas Fernando Miguel estava lá e impediu o gol.

O Vitória levou perigo em um lance curioso aos 43. Lateral cobrado na direita do ataque, a bola pingou na área e Tréllez mandou de primeira na trave.

O Fla ainda teve um lance aos 48, quando Berrío mandou para o fundo da rede, mas foi anotada falta do atacante no zagueiro Wallace.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO-RJ 0 X 2 VITÓRIA-BA


Local: Ilha do Urubu, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 6 de agosto de 2017 (Domingo)
Horário: 11h(de Brasília)
Renda: R$ 1.099.895,00
Público: 18.133 presentes (16.521 pagantes)
Árbitro: Raphael Claus (Fifa-SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (Fifa-SP)
Cartões amarelos: Réver, Everton, Diego, Berrío (Fla); Yago, Wallace (Vitória)
Gols:
VITÓRIA: Yago, 40 aos min do 1º tempo; Neilton, aos 20min do 2º tempo

FLAMENGO: Diego Alves, Pará, Réver, Rhodolfo e Miguel Trauco; Willian Arão, Diego (Lucas Paquetá), Éverton Ribeiro e Everton (Vinicius Junior); Geuvânio (Berrío) e Felipe Vizeu
Técnico: Zé Ricardo

VITÓRIA: Fernando Miguel, Caíque Sá, Kanu, Wallace e Geferson; Ramon, Fillipe Souto e Yago (Patric); David (René), Santiago Tréllez e Neilton (Júnior)
Técnico: Vágner Mancini

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM