sexta-feira, 21 de julho de 2017

Ricardo Franco rejeita convite para ser vice de Belivaldo e deve ficar fora da disputa eleitoral

Ricardo Franco é o 1º suplente da senadora Maria do Carmo e filho do ex-governador Albano Franco.

Diógenes Brayner , FAXAJU - O advogado Said Schoucair, atualmente diretor administrativo e financeiro da Agrese, procurou o empresário Ricardo Franco (sem partido) para uma conversa política. Fez-lhe o convite para ser o candidato a vice-governador na chapa que disputará as eleições majoritárias em 2018 e que tem o vice-governador Belivaldo Chagas (PMDB) como provável candidato ao Governo do Estado.

A chapa do bloco do Governo seria definida com Belivaldo a governador, Ricardo Franco à vice, Jackson Barreto e Rogério Carvalho ao Senado. Os suplente seriam nomes de pessoas influentes no grupo.

Segundo fonte bem avisada, o empresário Ricardo Franco não aceitou integrar a chapa porque já decidiu, inclusive em conversa com a família, de que não será candidato a nenhum mandato nas eleições do próximo ano, porque se dedica às suas atividades empresariais.

No início do ano, o empresário Ricardo Franco anunciou sua candidatura ao Governo do Estado e criou um fato político que repercutiu no Estado. Deixou o DEM para se filiar em uma nova sigla e recebeu convites para entrar em várias delas. Não aceitou nenhuma dela e continuará sem partido. A um empresário amigo teria dito que “meu partido é o Brasil”.

Depois de reunir com familiares e ouvir alguns amigos, o empresário Ricardo Franco decidiu por ficar fora da disputa política em 2018, sem revelar que ainda pode tentar mandato mais à frente. Apesar da insistência de alguns aliados. Ricardo Franco optou em permanecer fora da disputa política e continuar à frente de suas empresas.



Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM