sexta-feira, 21 de julho de 2017

Onda de frio que envolve o Brasil é a pior em 4 anos

Estadão - O País vive a pior onda de frio em um inverno desde 2013, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Após queda brusca de temperatura, um morador de rua foi encontrado morto na terça-feira em Pinheiros, na zona oeste de São Paulo. 

Moradores de rua também reclamam que agentes municipais estão removendo barracas e cobertores, além de terem pertences molhados durante ação de limpeza de equipes terceirizadas da Prefeitura. A previsão é de que o frio diminua um pouco a partir desta quinta.


O homem, de cerca de 45 anos, não tinha sinais de violência, o que indica que pode ter sido vítima de frio. Trata-se da segunda suspeita de morte de morador de rua causada pelo frio na capital em 2017, conforme registros policiais. Em 10 de junho, um homem foi achado morto, com sinais de hipotermia, na zona leste. Em 2016, houve ao menos cinco, segundo a Pastoral do Povo da Rua.

A Prefeitura chamou a morte de “fatalidade” e disse que espera laudo técnico sobre o óbito. “A Prefeitura é um dos agentes. Tem governo estadual, federal, entidades, associações, igrejas, pessoas. Todo mundo deve ajudar, oferecer cooperação e solidariedade. Depositar isso como ônus exclusivo da Prefeitura não é atitude correta”, disse o prefeito João Doria (PSDB). Vídeo veiculado pelo site Ponte Jornalismo nesta quarta mostra Doria sendo hostilizado em entrega de cobertores à noite.

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM