terça-feira, 4 de julho de 2017

Grêmio faz gol-relâmpago, vence Godoy Cruz e fica perto das quartas

Sem se intimidar com o fator mando de campo e a violência do adversário, o Grêmio conseguiu ter o controle do jogo.

Folhapress - Um gol com 45 segundos e atuação sóbria fora de casa deixaram o Grêmio mais perto das quartas de final da Libertadores. Nesta terça-feira (4), o time gaúcho venceu o Godoy Cruz, em Mendoza, por 1 a 0 na partida de ida do duelo. Ramiro balançou as redes em um jogo com muitas entradas violentas e poucas chances de gol criadas pelos argentinos.

Com o resultado fora de casa, o Grêmio pode até empatar em 9 de agosto, na Arena, que estará classificado à próxima fase.

Sem se intimidar com o fator mando de campo e a violência do adversário, o Grêmio conseguiu ter o controle do jogo em boa parte do duelo. Ainda imprimiu seu jogo, com troca de passes e avanço pelos lados.

Um gol com 45 segundos e sobriedade durante toda a partida. O Grêmio foi maduro ao extremo fora de casa, com direito a cabeça no lugar para aguentar entradas violentas e saber trocar o estilo de jogo para minimizar riscos.

Além do gol de Ramiro, o time tricolor ainda teve pelo menos mais duas chances antes do intervalo. Em uma delas, Edilson parou na mão de Rodrigo Rey e depois no travessão. Com volume e profundidade, o Grêmio chegou a primeira parte com 59% da posse de bola.

No segundo tempo o Grêmio foi mais cauteloso e, com isso, sofreu pressão. Grohe fez duas boas defesas e evitou gol adversário. Na frente, as chances ficaram mais escassas, mas o controle mesmo sem a bola foi constante.

Já o Godoy Cruz procurou cruzamentos para chegar à área do Grêmio. Mesmo intenso, o time argentino não conseguiu encurralar os brasileiros e ficou longe do empate.

Depois do intervalo os donos da casa se soltaram para o ataque e criaram oportunidades na base da bola na área. Morro Garcia e Garro finalizaram de dentro da área. Menos violento e mais focado no jogo, o Godoy Cruz parou em uma defesa sólida e com boa dose de sorte. 

texto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM