sexta-feira, 21 de julho de 2017

Governo convoca novos agentes da polícia civil e cria Companhia da PM em Simão Dias

As medidas anunciadas representam o esforço da gestão estadual no planejamento e execução de ações para reforçar o combate ao crime organizado e ao aumento da violência.

ASN - O governo de Sergipe segue implementando ações para reforçar o combate ao crime organizado e ao aumento da violência. Na tarde desta quarta-feira, 19, na sede do Comando da Polícia Militar, o governador em exercício Belivaldo Chagas anunciou reforço na segurança do Estado com o chamamento de 15 agentes da Policia Civil, que irão fortalecer o trabalho investigativo, e a criação da 4 ª Companhia Independente da PM em Simão Dias que atenderá também os municípios de Pedra Mole, Pinhão e povoados.



A unidade atuará no policiamento ostensivo na região Centro Sul do estado. Sua instalação faz parte de um planejamento da corporação de fechar e fortalecer o policiamento das divisas entre Sergipe e Bahia. Equipada com viaturas e armamentos, a tropa terá capacidade de combater o crime organizado, promovendo a redução do tráfico de arma, drogas e fugas de marginais.

Durante a reunião com a cúpula da Segurança Pública de Sergipe e da Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania, Belivaldo Chagas pontuou a realização de estudo dos indicadores da área de Segurança Pública em que estão contemplados os resultados das ações de combate à violência no Estado, e a necessidade de traçar um novo plano de ação que será entregue ao governador Jackson Barreto.


Belivaldo afirmou que as estatísticas apresentaram uma redução de 18,5% nos casos de homicídio em Sergipe no último mês de junho, em comparação aos outros meses de 2017, numa demonstração de que a política de combate à violência adotada pela Segurança Pública está surtindo resultados positivos. “Reconhecemos que os números ainda são altos, no entanto, os resultados para o Nordeste demonstraram um aumento de 75% no número de casos de crimes violentos no Ceará e em Sergipe os números caíram. Queremos acompanhar os resultados das ações de combate à violência, ouvir a cúpula da Secretaria de Segurança Pública e da Secretaria de Justiça e Cidadania, acatar sugestões e verificar como podemos colaborar para levar mais segurança para a população”, ressaltou Belivaldo Chagas.

Ele destacou que nesta quarta-feira também renovou a solicitação de manutenção da Força Nacional no Estado por pelo menos 90 dias junto ao Governo Federal. “Precisamos do apoio do Governo Federal e de uma somação de esforços para que a gente possa trabalhar em conjunto. Governos federal e estadual e os municípios numa integração, para que possamos desenvolver um trabalho que atenda a todos e, principalmente, faça com que a população tenha a sensação de segurança”, acentuou o governador.

Belivado Chagas disse ainda que na reunião vai verificar com a equipe da Segurança Pública os números de ocorrências policiais do nordeste e do país, as ações que estão sendo empreendidas, fazer uma comparação com os índices de Sergipe e, a partir daí, buscar avançar mais em medidas que venham reduzir os índices de violência no estado. “Nesta reunião será verificado o que é possível fazer para avançar mais e traçar um novo plano de ação de combate à violência que será anunciado possivelmente na próxima semana para a sociedade pelo governador Jackson Barreto”, relatou.

Viaturas


O governador em exercício também fez a entrega de 10 novos veículos, renovando a frota de viaturas locadas da Polícia Militar. Até o final do ano, os 310 veículos locados que compõem a frota da PM serão renovados. Desse total, 117 já foram renovados. Belivaldo disse que esses veículos atenderão à Polícia Militar na capital e no interior.

O comandante da Polícia Militar, coronel Marcony Cabral Santos, disse que a redução de 18,5% nos índices de homicídio no Estado, é o resultado de um trabalho integrado e de um planejamento estratégico da Segurança Pública para combater a violência. Ele disse que a presença da Força Nacional também foi fundamental para a redução dos homicídios.

De acordo com o comandante, a região em que atuaram era considerada conflagrada, mas após as ações de combate a violência de forma planejada e integrada, a região está mais pacificada e tranquila. “Os resultados positivos vão fazer com que possamos implementar ações em outras áreas da capital e também no interior, a exemplo de Itabaiana”, concluiu.

Presenças

Compareceram à reunião, o secretário de Segurança Pública, João Eloy; o secretário de Justiça e Cidadania, Cristiano Barreto Guimarães; o secretário de Comunicação, José Sales Neto; a delegada Geral da Polícia Civil, Katarina Feitosa; o sub comandante da PM, coronel Lúcio Monteiro Vasconcelos; o chefe da Casa Militar, coronel Eduardo Henrique Santos; e o comandante do Corpo de Bombeiros, José Everaldo Menezes.


Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM