domingo, 9 de julho de 2017

Gazeta do Cotinguiba avalia gestão de Paulão da Varzinhas Laranjeiras

Além da avaliar a gestão do prefeito Paulão da Varzinhas de Laranjeiras, o jornal também avaliou a administração realizada pelo prefeito Etelvino Mendonça (Vino), em Rosário do Catete. De acordo com o periódico, os dois prefeitos possuem clara rejeição nas respectivas comunidades.


Gazeta do Cotinguiba - Tanto um quanto o outro ­fizeram, mais uma vez, história em seus municípios. O prefeito Paulão da Varzinhas, de Laranjeiras, conseguiu uma vitória que nem ele mesmo acreditava, igualmente ocorreu com o seu colega Vino, prefeito de Rosário do Catete.

Mesmo com vitórias brilhantes no campo da disputa eleitoral, Paulão da Varzinhas e Vino hoje amargam o desprezo popular, ou seja, já não são mais tão queridos como na campanha passada.



É que muitos que os apoiavam estão deixando a base aliada para manifestarem seus descontentamentos nas redes sociais, nas praças, taxando as administrações de incompetentes e parasitas.Com Paulão da Varzinhas a coisa é pior ainda, já que é o seu próprio povo que não o quer mais no poder, aqueles que vestiram sua camisa na esperança de serem olhados depois.

Claro que estão fora dessa situação os que hoje se beneficiam de nomeações em cargos CCs da prefeitura municipal, mas, a grande maioria que está de fora, se achando abandonada, está metendo a ripa no prefeito de Laranjeiras.

Já em Rosário do Catete o problema de Vino está mais ligado a aliados que deixaram seu agrupamento para se tornarem independentes, como é o caso do vereador Wagner Quintela, declaradamente oposição a atual administração. Segundo se comenta no município, o descontentamento dos ex-aliados,vem da quebra de acordos ­formados e da total desatenção por parte de Vino para com os até então correligionários.

Com isso cresce a popularidade dos ex-prefeitos Juca de Bala, em Laranjeiras, e Laércio Passos, em Rosário, dois nomes que certamente retornarão às prefeituras dos seus respectivos municípios. No caso específico de Laranjeiras, o retorno poderá se dar mais rápido do que se imagina. Oxalá assim permita!



texto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM