segunda-feira, 3 de julho de 2017

Durante festa em Frei Paulo, Jackson conversa com André, despertando boatos e especulações

Diógenes Brayner, Faxaju - O governador Jackson Barreto (PMDB) e o líder do Governo Federal no Congresso, deputado André Moura (PSC) tiveram uma conversa de ‘pé-de-ouvido’, no sábado (01) à noite, nos festejos do padroeiro de Frei Paulo. 

Por 15 minutos os dois trataram de assuntos referentes à liberação de recursos para Sergipe e André Moura voltou a se prontificar a ajudar nos pleitos para o Estado.

Jackson Barreto viaja a Brasília nesta quarta-feira (05) e terá audiências com ministros.

Um deles será com o das Cidades, Bruno Araújo, onde tem recursos pendente para Sergipe que devem ser liberados. No encontro com André Moura, Jackson pediu que o deputado trabalhasse para a liberação dessas verbas e ficaram acordados que terão encontro para tratar sobre o assunto.

Jackson Barreto também ligou para o líder do PMDB no Senado, Romero Jucá, com o objetivo de ajudar na liberação desses recursos. Mais cedo surgiu a informação de que JB não viajou para a solenidade de refundação do PODEMOS, porque Jucá havia lhe telefonado pedindo para uma conversa. Essa versão foi desmentida no início da noite deste domingo.

A conversa entre Jackson Barreto e André Moura, em plena festa do padroeiro de Frei Paulo, foi coberta por flash de celulares e de máquinas fotográficas. Nas redes sociais algumas dessas fotos foram divulgadas e comentadas como se fosse um convite para André disputar mandato ao seu lado em 2018.

Apenas boatos e especulações, porque o momento não seria propício para tratar de um assunto do tipo. Até agora o governador e o deputado mantém conversas republicanas em torno da liberação de recursos e tanto André quanto Jackson declaram que não conversam sobre política e que devem continuar adversários nas eleições do próximo ano.

André Moura chegou a Brasília à tarde deste domingo (02) e seguiu direto para o Palácio do Jaburu, onde participou de reunião com o presidente Temer e ministros. À noite, o líder do Governo voltou ao Jaburu para novas reuniões sobre ação do Governo trabalhando a aprovação da reforma Trabalhista no Plenário do Senado, que pode acontecer já na quarta-feira (05).


texto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM