quarta-feira, 5 de abril de 2017

Investigação de Agamenon Sobral não será realizada por Danielle Garcia

O Inquérito sobre ex-vereador Agamenon Sobral será conduzido por outro delegado.

A delegada Danielle Garcia, coordenadora do Departamento de Crimes Contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap), não conduzirá as investigações relacionadas ao suposto envolvimento do ex-vereador Agamenon Sobral em esquema para desviar as verbas indenizatórias repassadas pela Câmara Municipal de Aracaju aos parlamentares da capital.
A informação foi confirmada pelo delegado geral de polícia civil Alessandro Vieira.

O delegado geral explicou que o afastamento da delegada Danielle Garcia está restrito ao inquérito que investiga exclusivamente o vereador Agamenon Sobral. No entanto, conforme explicações do delegado Alessandro Vieira, a delegada permanece à frente, assim como outros delegados daquele departamento, em outros inquéritos já instaurados e que continuam em tramitação na Deotap relacionados à Operação Indenizar-SE.

Os inquéritos investigam a participação de outros ex-vereadores neste suposto esquema, que culminou com a Operação Indenizar-SE, prisão do então vereador Tijói Evangelista, o Adelson Barreto Filho, e do próprio Agamenon Sobral, além do afastamento de outros parlamentares e o indiciamento de 15 políticos que exerceram mandato de vereador na legislatura passada.

Conforme o delegado geral, o afastamento de Danielle Garcia do caso que envolve especificamente Agamenon Sobral é consequência da tramitação, no âmbito do Poder Judiciário, ação penal por crime de injúria e difamação movido pela delegada de polícia contra o ex-vereador. Depois de sair da prisão, Agamenon Sobral teria feito declarações ofensivas contra a delegada que deflagrou a Operação Indenizar-SE.

A delegada Danielle Garcia confirma a versão do delegado geral. "Entrei com interpelação judicial contra o ex-vereador em funão das diversas ofensas que ele fez contra a minha pessoa e contra minha família", explicou. "E, por questão de ética, optei por me afastar dos atos que dizem respeito a Agamenon para que o processo seja o mais isento possível", destacou a delegada, confirmando a sua permanência nas demais investigações relacionadas à Operação Indenizar-SE.

Informações de Cássia Santana, Infonet.



texto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM