sexta-feira, 14 de abril de 2017

Goiás aproveita expulsão de Cavalieri e vira sobre o Fluminense na primeira partida

O Goiás largou na frente do Fluminense em confronto válido pela quarta fase da Copa do Brasil.


Nesta quinta-feira, no estádio Serra Dourada, o time carioca abriu o placar com Marcos Júnior no começo do jogo, mas não conseguiu sustentar a vantagem. 

No fim da primeira etapa, o goleiro Diego Cavalieri foi expulso e dificultou o jogo para o Fluminense. Com um homem a mais em boa parte da segunda etapa, o Goiás chegou à virada, 2 a 1, com gols de Jean Carlos e Léo Gamalho.

As duas equipes voltam a se enfrentar na quarta-feira, dia 19, no Rio de Janeiro. O Goiás precisa de apenas um empate para se classificar para as oitavas de final da Copa do Brasil. Já o Fluminense necessita de um triunfo por 1 a 0, pois marcou fora de casa. 2 a 1 a favor dos cariocas leva a decisão da vaga para os pênaltis.

O jogo

Mesmo atuando fora de casa, o Fluminense começou a partida no ataque e, no primeiro minuto, Henrique ficou livre na pequena área, mas caiu ao tentar concluir e reclamou de pênalti, mas o árbitro nada marcou.

Aos 7, foi a vez de Marcos Junior receber em condições de concluir, mas acabou travado na hora do chute. Dois minutos depois, o gol saiu. Wellington Silva fez boa jogada pelo meio e descobriu Marcos Junior penetrando livre pela esquerda. O atacante dominou e bateu cruzado, de pé esquerdo, para colocar na rede.

Mesmo depois de marcar, o time carioca continuou pressionando, enquanto o Goiás se mostrava perdido em campo. Aos 10, após ser lançado por Wellington Silva, Henrique Dourado sentiu uma fisgada na coxa e pediu substituição. Pedro entrou em seu lugar.

O time da casa seguia com muita dificuldade para chegar na área tricolor e seus zagueiros apelavam para os lançamentos longos para tentar alcançar os atacantes Léo Gamalho e Carlos Eduardo. Somente aos 22 minutos o Goiás ameaçou, em chute forte de Tiago Luis que assustou o goleiro Diego Cavalieri.

O Fluminense voltou a incomodar aos 30, quando Marcos Junior investiu em velocidade e caiu após ser bloqueado por Everton Sena. O atacante pediu a marcação de pênalti, mas o árbitro mandou o jogo seguir.

Aos 40, Carlos Eduardo foi lançado na corrida e acabou derrubado pelo goleiro Diego Cavalieri na entrada da área. O goleiro tricolor recebeu cartão vermelho. O técnico Abel Braga tirou o meia Sornoza para colocar o goleiro reserva Júlio César.

Na cobrança, Tiago Luis acertou a barreira. Nos acréscimos, o Goiás teve a chance do empate, mas o lateral Léo desviou a cabeçada de Carlos Eduardo que tinha endereço certo.

O Goiás voltou para o segundo tempo com mais um atacante. Michael entrou no lugar do lateral Hélder. E antes dos dois minutos, ameaçou o gol tricolor com um chute perigoso de Carlos Eduardo.

Aos 7, após boa troca de passes, Michael colocou a bola na rede, mas o lance foi invalidado por impedimento. O Fluminense apenas se defendia e a bola quase não chegava aos atacantes Pedro e Marcos Junior.

O time dirigido por Abel Braga concentrou sua equipe na defesa para suportar a pressão da equipe de Goiás, e deu certo até os 38 minutos, quando o time da casa marcou o gol do empate. Jean Carlos recebeu na intermediária e mandou a bomba. A bola ainda bateu na trave antes de entrar.

Aos 42, o Goiás desempatou. Aylon foi derrubado por Renato Chaves na área e o árbitro marcou pênalti, contestado pelos atletas do Fluminense. Léo Gamalho bateu com categoria e marcou o segundo gol.

Nos acréscimos, depois de perder chance clara de marcar, com uma furada, Carlos Eduardo fez falta dura e recebeu o segundo cartão amarelo, sendo excluído da partida.

FICHA TÉCNICA:
GOIÁS-GO 2 X 1 FLUMINENSE-RJ


Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 13 de abril de 2017 (Quinta-feira)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)

Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)

Cartões Amarelos: Helder, Patrick, Carlos Eduardo, Michael (Goiás); Pedro, Renato Chaves, Henrique (Fluminense)

Cartões Vermelhos: Carlos Eduardo (Goiás) e Diego Cavalieri (Fluminense)

Gols: GOIÁS: Jean Carlos, aos 38, e Léo Gamalho, aos 42, minutos do segundo tempo;

FLUMINENSE: Marcos Junior aos 9 minutos do primeiro tempo

GOIÁS: Marcelo Rangel, Hélder (Michael), Fábio Sanchez, Everton Sena e Jefferson (Aylon); Victor Bolt (Jean Carlos) Patrick, Tiago Luís e Léo Sena; Carlos Eduardo e Léo Gamalho. Técnico: Sílvio Criciúma

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Lucas, Renato Chaves, Henrique e Léo; Jefferson Orejuela, Wendel e Junior Sornoza (Júlio César); Wellington Silva, Henrique Dourado (Pedro) e Marcos Junior (Marquinhos Calazans). Técnico: Abel Braga

ESPN


texto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM