quarta-feira, 5 de abril de 2017

Cacique do PSDB critica disputa interna com vistas à eleição de 2018

Para político, grupos de Aécio e Serra estão tentando enfraquecer Geraldo Alckmin.

A disputa interna dentro do PSDB com vistas à eleição presidencial de 2018 tem desagradado a alguns caciques da legenda. Para eles, os grupos de Aécio Neves e José Serra estão tentando enfraquecer o de Geraldo Alckmin, o que não seria benéfico para o partido.



"Se Alckmin conseguir sobreviver à Operação Lava Jato, ele será o candidato do PSDB, pois está melhor posicionado. Por isso, o partido comete um grave erro ao tentar dividir o grupo de Alckmin com o lançamento de Doria", disse um deles, sem se identificar, ao blog do Gerson Camarotti, no portal G1.

De forma reservada, até mesmo o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso já criticou essa autofagia no ninho tucano.

Nas últimas semanas, o nome de Doria tem ganhado força entre os integrantes da legenda, já que trata-se de alguém novo e que não será atingido pelas delações da Odebrecht. Enquanto isso, Aécio e Alckmin, os outros nomes que estão no páreo para a disputa eleitoral do próximo ano, foram citados pelos delatores.

"Primeiro, é preciso saber quem conseguirá superar o 'tiroteio' da Lava Jato", considerou o cacique.João Doria, prefeito de São PAulo, é afilhado político e aliado de Geraldo Alckmin, governador do Estado.

texto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM