sábado, 4 de março de 2017

Vereadores de Rosários pedem transparência sobre decreto emergencial solicitado pelo Prefeito

Na sessão dessa quinta-feira (02), os vereadores de Rosário do Catete questionaram a Prefeitura sobre a apresentação de um decreto emergencial sem apresentar para a população e o Legislativo os detalhes das contratações de novas empresas para atender a demanda do município. Os parlamentares entendem que é preciso mais cautela e por isso pedem ao executivo municipal que apresente as documentações necessárias sobre tais contratos.


A solicitação partiu da bancada de Oposição, mas ganhou apoio do vereador da situação, Leornado Santos Neto (PRB). Para o parlamentar, o Projeto de Lei 05/2017, que solicita ao executivo a apresentação de contratos firmados até o momento para os desdobramentos dos trabalhos da Prefeitura, é válido já que a população precisa ficar ciente de tudo que se passa na atual administração. “Lió” afirmou que não é apadrinhado por ninguém e que representa o povo de Rosário do Catete, por isso aguarda que o prefeito Vino Barreto apresente e detalhe o que vem acontecendo.

Além de Lió todos vereadores da Oposição destacaram a importância da transparência por parte da gestão municipal, como George Santana, que lembrou que em outros tempos aqueles que hoje se encontram no poder agiam da mesma forma. “É bom olhar para o passado e ver que estamos fazendo o nosso papel de Oposição, que é de cobrar e fazer valer o bem para o povo”, destacou.

Ainda na sessão foi discutido o projeto substitutivo que revoga o pedido de manobra do executivo no total de 40% para 0,01% do orçamento anual. Para o líder da Oposição, Professor Alex, o valor solicitado não corresponde a verdadeira necessidade da Prefeitura para resolver os atuais problemas que a cidade enfrenta. “Nós precisamos saber para onde vai esses R$30 milhões, que o prefeito Vino Barreto quer remanejar”, questionou. Com informações da T.Dantas.


texto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM