sexta-feira, 31 de março de 2017

Famílias de baixa renda da Barra dos Coqueiros são contempladas com distribuição de cestas básicas

Prefeitura da Barra dos Coqueiros distribui cestas básicas para famílias de baixa renda

Programa social mantém foco na assistência sem descuidar de ações educativas e de inserção no mercado de trabalho. 

O município da Barra dos Coqueiros, na grande Aracaju, é um dos que mais cresce em Sergipe. 

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) identificava uma população de mais de 15 mil habitantes em 1996 e, segundo o instituto, em 2016 esse número saltou para quase 30 mil moradores.


Diante de uma explosão demográfica dessa e em meio a grave crise econômica por que passa todo o Brasil, como evitar uma convulsão social entre as camadas mais pobres da população?

Com a palavra, o prefeito da cidade, Airton Martins (PMDB): “Só mesmo com muito trabalho por parte da prefeitura, de forma séria, transparente e retornando investimentos para a população”.

Mas com um crescimento populacional desses, os problemas também crescem, especialmente entre as camadas mais carentes. Por isso que Airton, que está em seu terceiro mandato como prefeito (2005/2008; 2013/2016 e reeleito para o período 2017/2020) tem uma análise simples, direta, porém muito racional. “Cuidamos da cidade como um todo, dos servidores, dos serviços, mas a atenção maior é para os mais pobres”.

Comida na Mesa

Nesse sentido, o programa da prefeitura da Barra chamado Comida na Mesa é um imenso sucesso. “Fiz em minha primeira gestão. Houve uma descontinuidade quando estive fora da prefeitura, mas desde que voltei, graças a Deus, todos os meses, sem falta, realizamos o Comida na Mesa”, disse Airton Martins.

Composta por feijão, arroz, açúcar, farinha, café, macarrão, óleo, charque, biscoito, goiabada, flocos de milho, sardinha e leite em pó, devidamente elaborada por nutricionistas, a cesta é entregue a cerca de 3000 famílias, devidamente cadastradas e com a equipe de assistentes sociais realizando a busca ativa e a fiscalização todos os meses, de forma a garantir o benefício a quem, de fato, dele precisa.

“Além disso, trabalhamos durante todo o mês em atividades para a inserção no mercado de trabalho e em atividades sociais e educativas, conforme preconiza o projeto do Comida na Mesa”, disse a assistente social Neyla Cristina da Silva durante a distribuição das cestas neste mês de março, que começou no último dia 30, na sede do município e na Atalaia Nova, prosseguindo nos demais povoados nesta sexta-feira, 31.

De forma simplificada, bastando a apresentação de um documento com foto junto ao cartão do programa, as pessoas recebem o benefício sem dificuldades. “Desde 2012 que eu recebo, ajuda demais, pois sou marisqueira e não tenho mais a mesma saúde para trabalhar. E meu marido está doente. É bom demais”, diz Maria dos Santos.

Enquanto isso, o casal Geane e Zé Roberto registra que, para garantir a alimentação dos seis filhos, a cesta do Comida na Mesa faz toda a diferença. “E é tudo produto de primeira”, diz a dona de casa Geane. Para Zé Roberto, a atenção e facilidade também ajudam. “O pessoal da Ação Social sempre visita a gente, quer saber se estamos bem, tem cursos e eventos para nós. E na hora de pegar a cesta, tudo é fácil e rápido, funciona mesmo”.

Ao final da entrega das cestas, com sorrisos nos rostos dos beneficiados, a conclusão que se chega é que programas desse tipo, bem executados, ajudam a minorar sensivelmente o sofrimento da parcela mais carente da população da Barra dos Coqueiros. E pode servir de exemplo para dos demais municípios sergipanos.


Com informações da Ascom / Barra dos Coqueiros

texto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM