terça-feira, 14 de março de 2017

População de Rosário do Catete celebra aniversário da cidade na Praça Matriz

Os 181 anos de emancipação política de Rosário do Catete foram celebrados no último domingo (12), com muita alegria, orgulho e emoção. A população rosarense ocupou a Praça Clodoaldo Passos, no Centro da cidade, para acompanhar e comemorar a data histórica.

As comemorações começaram às 5h com Alvorada Festiva, seguido do hasteamento da Bandeira, às 6h. Como parte das comemorações uma missa foi celebrada, às 18h, na Igreja Matriz. Em seguida houve o desfile cívico da Guarda Municipal, que comemorou 18 anos de atividades, acompanhado pela Banda de Música Nossa Senhora do Rosário.



Em um pronunciamento emocionante, a primeira-dama do município, Maria das Graças (Dona Nena), recordou a história da cidade e sua trajetória de mudanças nesses últimos anos.

“Hoje é um dia muito importante para a gestão municipal e, principalmente, para a população rosarense. Nossa querida cidade nasceu em 1836 de uma simples Vila e que aos poucos foi crescendo, se desenvolvendo e se transformando hoje em um dos municípios mais importantes de Sergipe. Daqui surgiram grandes nomes que orgulham a nossa gente. O prestígio que a nossa cidade tem em Sergipe e fora do Estado é fruto do trabalho de homens e mulheres públicas, mas principalmente deste povo hospitaleiro e trabalhador”, discursou dona Nena, como é mais conhecida.

Para o prefeito Etelvino Barreto, comemorar 181 anos de emancipação política é motivo de orgulho, mas também de reforçar o compromisso da administração com o desenvolvimento do município e o bem-estar do povo rosarense.

“É com muito orgulho que a nossa gestão celebra ao lado do povo rosarense essa data histórica. Nos enche de alegria em ver que ao longo dessas 18 décadas o nosso município se desenvolveu. E o compromisso de nossa gestão é continuar trabalhando para que o nosso povo tenha a assistência necessária, seja na saúde, educação ou na área social. A generosidade e a luta do nosso povo tornaram o município de Rosário uma referência social, política e cultural para a história de Sergipe”, conclui.

O encerramento se deu por volta das 21h, com a queima de fogos. A Prefeitura ainda serviu um bolo de aproximadamente um metro de comprimento para a comunidade presente e convidados que acompanhavam a festa comemorativa. 
Com Informações da SECOM / PMR.

texto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM