sábado, 11 de março de 2017

Justiça nega pedido do MP para afastar Mendonça da Emsurb

Juíza avalia que não houve descumprimento de ordem judicial.

A juíza Christina Machado de Sales e Silva negou o pedido do Ministério Público de Sergipe (MPE) para afastamento de Mendonça Prado da presidência da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb).

Na decisão, desta sexta-feira, 10, a magistrada diz que, “até este momento, não houve descumprimento de ordem judicial” por parte de Mendonça Prado.



O MPE de Sergipe havia ajuizado ação civil pública por improbidade administrativa. Os promotores Jarbas Adelino, Bruno melo e Luciana Sobral pediram que Mendonça Prado fosse condenado a perda da função pública, tivesse seus direitos políticos suspensos pelo prazo de cinco anos e ainda ficasse proibido de contratar com o Poder Público por três anos.

A ação pedia também o pagamento de multa. O principal motivo é a situação da coleta de lixo em Aracaju. O MPE diz que o gestor descumpriu recomendações do MP e decisões judiciais e ainda manteve suas empresas executando a limpeza pública. Informações de Verlane Estácio, Infonet.

texto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM