quarta-feira, 1 de março de 2017

Galo B empata com Chape A em Chapecó e avança na Primeira Liga

O Atlético-MG sofreu, mas conseguiu o empate com a Chapecoense, na Arena Condá, na noite desta quarta-feira, em duelo pela Primeira Liga. O resultado em 2 a 2, no entanto, confirma a classificação preto e branca para a próxima fase da competição.

O Galo, com um time formado por reservas, fez o jogo que parecia ser fácil ficar difícil.

O primeiro tempo atleticano foi impecável, conseguindo trocar passes, sendo um time que ocupou espaços, por isso foi para os vestiários com o sabor da vitória por 2 a 0, mesmo com o time reserva.

Os titulares da Chape, entretanto, voltaram espertos, lutaram e conseguiram o empate em menos de 10 minutos. O Atlético conseguiu se segurar e tentou sair, mas, mesmo assim, confirmou a classificação.

O Galo volta a campo no fim de semana, contra o Villa Nova, pelo Campeonato Mineiro. A Chape também volta aos gramados no sábado, contra o Criciúma, pelo estadual.

Primeiro tempo

Mesmo jogando fora de casa, com time reserva, foi o Galo que começou tomando as ações do jogo. O time de Roger Machado teve as duas primeiras chegadas, ambas com Rafael Moura, uma delas com bastante perigo. Isso mostrava o desejo atleticano de buscar a vitória – sabendo, sobretudo, que era necessário o triunfo para conseguir a classificação.

E o resultado disso aconteceu aos 12 minutos. O lateral-direito, Carlos, driblou dois oponentes e, de canhota, colocou no cantinho para abrir o marcador da noite.

No minuto seguinte a Chape tentou responder. Em cruzamento na área, quando o Galo ainda comemorava o gol, Wellington Paulista finalizou e a bola passou próximo ao gol de Uilson.

O Atlético seguiu melhor mesmo após o gol, tendo mais posse de bola e sofrendo pouco. Aos poucos, porém, a Chape foi entrando no jogo, gostando mais da partida e encontrando seus espaços.

Mas aos 39 o Galo tratou de aumentar a contagem. Após cruzamento na área, em cobrança de escanteio, Clayton desvia de cabeça e amplia a vantagem preto e branca.

Segundo tempo

A Chapecoense voltou com vontade de virar o placar. Prova disso foi que logo no primeiro minuto da etapa complementar, o atacante Wellington Paulista aproveitou a falha do zagueiro Felipe Santana para diminuir.

Mas lances depois a situação complicou novamente para a Chape. O meia Dodô usou força demais e foi expulso do jogo.

No entanto, pouco depois, a Chape voltou a pressionar e, com falta bem cobrada, consegue o empate mesmo com um homem a menos. O detalhe do lance é que o próprio zagueiro, Jesiel, jogou contra o patrimônio.

O sufuco da Chape assustou o Galo que já não encontrava forças para sair jogando. O time alvinegro, porém, conseguiu se colocar em campo e, mesmo sofrendo riscos, conseguiu segurar o placar e garantir o avanço para a próxima fase.

FICHA TÉCNICA:
CHAPECOENSE 2 X 2 ATLÉTICO-MG


Local: Arena Condá, Chapecó
Data: 01 de março de 2017, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Jean Pierri Gonçalves de Silva
Assistentes: André da Silva Bittencourt e Michel Stanislau

Gols: Carlos César, aos 12 minutos do primeiro tempo, Clayton, aos 39 minutos do primeiro tempo (Atlético-MG); Wellington Paulista, no primeiro minuto do segundo tempo, Jesiel (contra), aos 7 do segundo tempo (Chapecoense).

Cartões: Carlos César, Carlos Eduardo, Ralph (Atlético); João Pedro (Chapecoense)
Cartão vermelho: Dodô (Chapecoense)

CHAPECOENSE – Artur Moraes; João Pedro, Fabrício Bruno, Nathan e Reinaldo; Amaral (Luiz Antônio), Andrei Girotto e Dodô; Niltinho, Artur e Wellington Paulista.
Técnico: Vagner Mancini.

ATLÉTICO MINEIRO – Uilson; Carlos César, Jesiel, Felipe Santana e Leonan; Yago, Ralph (Cícero), Carlos Eduardo (Anderson) e Cazares; Clayton e Rafael Moura.
Técnico: Roger Machado.

Gazeta Esportiva


texto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM