sábado, 25 de fevereiro de 2017

Flu sofre, mas segura empate com o Madureira e se garante na final

O Fluminense se classificou para a final da Taça Guanabara ao empatar por 0 a 0 com o Madureira, neste sábado, em Los Larios. Como avançou na primeira colocação em seu grupo, os tricolores atuaram pela igualdade e sofreram para segurar o Tricolor Suburbano.

A equipe das Laranjeiras não estava em uma tarde inspirada e pouco foi perigoso no ataque. O Madureira criou diversas chances de marcar durante os 90 minutos, mas pecou nas finalizações. O Fluminense ainda sofreu com uma pressão em boa parte do segundo tempo, após a expulsão do volante Douglas.



Antes da final da Taça Guanabara, o Fluminense volta a campo nesta quarta-feira, pela segunda fase da Copa do Brasil, contra o Sinop-MT, fora de casa.

O jogo – O Fluminense começou a partida controlando a posse de bola, mas não conseguia finalizar para o gol. O Madureira não se intimidou e criou a primeira boa chance do confronto aos 13 minutos. Após cruzamento, Souza apareceu livre na área, mas cabeceou por cima do travessão.

O panorama da partida permanecia o mesmo. O Fluminense tinha mais posse de bola, chegava ao ataque com facilidade, mas tinha dificuldade no último passe. Os tricolores só chegaram com perigo aos 30 minutos. Léo Pelé recebeu passe pela esquerda e chutou para boa defesa de Rafael Santos.

Mais perigoso, o Madureira criou mais uma chance aos 39 minutos. Após cobrança de escanteio, Souza cabeceou e Julio Cesar fez grande defesa para salvar o Fluminense. Nos minutos finais, os tricolores preferiram administrar o resultado até o intervalo.

No segundo tempo, o Madureira assustou logo aos quatro minutos. Julio Cesar chutou e viu seu xará, goleiro do Fluminense, fazer grande defesa. O Fluminense continuava tendo mais posse de bola, mas via o adversário chegar com perigo quando atacava. Tanto que aos 14 minutos, Soares cruzou pela esquerda, mas Esquerdinha cabeceou pela linha de fundo.

O Fluminense só conseguiu criar sua primeira boa chance aos 17 minutos. Henrique Dourado levou a melhor sobre seu marcador, entrou na área e chutou cruzado. O goleiro Rafael Santos fez grande defesa. A resposta do Madureira veio somente aos 25 minutos. Após falta cobrada na área, Jorge Fellipe escorou para Rezende na pequena área. Só que o volante finalizou no travessão.

A situação ficou pior para o Fluminense aos 27 minutos, quando o volante Douglas impediu um contra-ataque e acabou sendo expulso ao receber o segundo cartão amarelo. A partir dai, o Madureira se lançou ao ataque em busca do gol e quase abriu o placar aos 31. Após cruzamento, Souza cabeceou, mas a bola foi pela linha de fundo, muito próximo da trave.

Nos minutos finais, o Madureira pressionou em busca do gol e quase conseguiu aos 42 minutos. Em mais uma bola levantada na área, o zagueiro Jorge Fellipe subiu mais que a zaga e cabeceou muito próximo da trave. O Fluminense lutou bravamente e foi recompensado com a manutenção do empate.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 0 X 0 MADUREIRA


Local: Estádio Los Lários, em Duque de Caxias (RJ)
Data: 25 de fevereiro de 2017 (Sábado)
Horário: 16h30(de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Carvalhães de Miranda (RJ)
Assistentes: Michael Correia (RJ) e Thiago Corrêa Farinha (RJ)
Renda: R$ 49.940,00
Público: 1.992 pagantes
Cartões amarelos: Renato Chaves, Richarlison e Henrique Dourado (Fluminense); Jorge Fellipe, Souza, Diego Guerra, Luciano Naninho e Douglas Lima (Madureira)
Cartão vermelho: Douglas (Fluminense)

FLUMINENSE: Júlio César, Lucas, Renato Chaves, Henrique e Léo Pelé; Douglas, Jéferson Orejuela, Gustavo Scarpa (Marquinho), Junior Sornoza e Wellington Silva (Richarlison); Henrique Dourado (Pierre)
Técnico: Abel Braga

MADUREIRA: Rafael Santos, Ruan, Diego Guerra, Jorge Fellipe e Wellington Saci; Leandro Carvalho, Rezende, Luciano Naninho (Jefferson Maranhão) e Douglas Lima (Esquerdinha); Julio Cesar (Soares) e Souza
Técnico: Paulo César Gusmão
Gazeta Esportiva

texto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM