sábado, 25 de fevereiro de 2017

Empresa Cavo não vai participar do contrato emergencial da PMA

Dezesseis empresas já demonstraram interesse no contrato da Prefeitura de Aracaju.

A empresa Cavo desistiu de concorrer ao novo vínculo emergencial com a Prefeitura Aracaju para limpeza urbana da cidade. De acordo com a direção da empresa, que se pronunciou por meio de nota, foi “observada algumas irregularidades no edital, como ausência de informações e prazos suficientes para que seja apresentada uma proposta justa” afirma. 


A Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), através da sua assessoria de comunicação, informou que o chamamento público é semelhante ao que a Cavo já fechou acordo com a antiga gestão, e informou que o edital foi “amplamente divulgado”.

Há um ano a Cavo atua na capital através de contratos emergenciais com validade semestral. O acordo vigente se encerra no próximo dia 5 de março e a Emsurb abriu novo edital para contrato emergencial com validade de 180 dias para dar sequência a limpeza urbana da capital.

Segundo a assessoria de comunicação da Emsurb, até a última sexta-feira, 24, um total de 16 empresas haviam demonstrado interessem em concorrer ao contrato.

Com informações da CAVO e da Emsurb.

texto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM