terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Justiça libera aterro sanitário da Estre para receber lixo

Coleta estava prejudicada desde segunda-feira, 9, em Aracaju.

Uma liminar concedida pelo Tribunal de Justiça de Sergipe nesta terça-feira 10, determinou a reabertura do aterro da Estre Ambiental, localizado em Rosário do Catete.

Com a reabertura, o aterro já está apto a receber os resíduos de Aracaju e Nossa Senhora do Socorro, que ficaram comprometidos desde o último sábado, 7.

A interdição foi uma determinação da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) que alegou o descumprimento de algumas normas relacionadas à execução do serviço. A decisão judicial afirma que o parecer técnico da Adema “não conclui na direção de que seja interditado o aterro”.

Em Aracaju, a coleta não foi realizada desde a segunda-feira, 9. A Emsurb informou que notificou a Estre pela falta de serviço, já que a empresa tem contrato com a Prefeitura de Aracaju e deixou de cumprir o acordado, mesmo considerando que a Estre está apta para realizar o serviço. O lixo da capital ficou acumulado porque a Cavo, que faz a coleta nas ruas, não teria onde depositar o material recolhido com o aterro sanitário da Estre interditado.

Interrupção


Em nota, a Estre reitera que trabalha com os mais altos padrões de segurança ambiental e tecnologia em seus empreendimentos e lamenta que, para manter a prestação de um serviço público essencial e preservar os interesses da população e o meio ambiente, teve de recorrer ao poder judiciário novamente.

Adema

O jornalismo do Portal Infonet tentou manter contato com a Adema, mas não obteve êxito. Continuamos atentos em busca da versão dos gestores da Adema sobre a decisão judicial.

Informações de Jéssica França, Portal Infonet



texto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM