domingo, 8 de janeiro de 2017

“Amorim quer tirar Saumíneo do Banco do Nordeste de Sergipe para consolidar um golpe” diz Jackson Barreto

O governador Jackson Barreto mostrou profunda indignação com a notícia da transferência do superintendente estadual do Banco do Nordeste, Dr. Saumíneo Nascimento, para Alagoas.

A transferência têm a influência política direta do Senador Eduardo Amorim que deseja trazer para Sergipe Antônio César de Santana, para ocupar o lugar de Saumineo.



Para o governador, trata-se da consolidação de um golpe que o irmão do senador, o empresário Edvan Amorim, realizou no Banco do Nordeste de Minas Gerais e que tenta agora trazer o problema para a agência do Banco do Nordeste em Itabaiana e resolvê-lo com a complacência do superintendente indicado pelo irmão.

“Em 2014, Edvan Amorim pegou R$ 100 milhões emprestados no Banco do Nordeste em Minas Gerais pra comprar bois. Nunca comprou boi nenhum. Usou esse dinheiro na campanha de Eduardo Amorim para governador. Perdeu a eleição e agora não tem como pagar. Alega falência e quer se beneficiar de um perdão que o Governo Federal deu àqueles que tomaram empréstimos no Nordeste e perderam tudo com a seca. Uma malandragem digna de Al Capone. Tentou trazer a operação do empréstimo de Minas Gerais para Itabaiana para facilitar seu intento mas foi barrado pelo Tribunal de Justiça a pedido do Banco do Nordeste daqui. Agora encontrou essa saída de mudar o superintendente para resolver seus problemas. Senador Eduardo Amorim, deixe de ser um falastrão irresponsável que vive acobertando os golpes do seu irmão”, disse o governador Jackson Barreto.

O governador de Sergipe disse ainda que o senador Eduardo Amorim adota uma postura perante a opinião pública dizendo-se um homem ético, mas que isso é da boca pra fora. “Eduardo Amorim falando parece um santo, mas ele é o maior beneficiário dos diversos golpes do irmão. Ele usa seu mandato para acoberta-lo pois se beneficia de todas as malandragens. Tenta o senador agora consolidar o golpe com a transferência de Saumíneo”, alertou o governador.

“Todos os setores produtivos do estado foram beneficiados pelo trabalho de Saumineo Nascimento, seja a indústria, o comércio, a agricultura e os serviços. Por que tirar um executivo que tanto ajuda o desenvolvimento de Sergipe? É para trazer alguém que aceite calado a transferência do processo do empréstimo de R$ 100 milhões que tomou no Banco do Nordeste de Minas Gerais e não pagou? Achou pouco as carretas com os laranjas? Achou pouco as propriedades em nomes de laranjas? Achou pouco o escândalo do Banestado no Paraná onde Edvan Amorim foi condenado pela Justiça? O povo de bem de Sergipe precisam se unir e não aceitar esse golpe” ironizou o governador, finalizando dizendo “É viva a ética do senador Eduardo Amorim”.

Da Assessoria


texto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM