sábado, 17 de dezembro de 2016

Justiça aceita denúncia e Lula vira réu na Operação Zelotes

O petista é acusado de praticar lobby entre 2013 e 2015 em favor da empresa sueca Gripen na última licitação para a compra de caças pela Força Aérea Brasileira (FAB).

A Justiça Federal do Distrito Federal aceitou denúncia do Ministério Público e abriu ação penal contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva,

o filho dele Luis Cláudio Lula da Silva e do casal Mauro Marcondes e Cristina Mautoni, sócios da consultoria M&M (Marcondes e Mautoni Empreendimentos e Diplomacia), pelos crimes de tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

A denúncia foi aceita pelo juiz Vallisney Souza Oliveira como parte da Operação Zelotes. Deflagrada em março de 2015, a Zelotes desbaratou um grande esquema de corrupção, iniciada no Conselho de Administração de Recursos Fiscais (Carf). O órgão, vinculado ao Ministério da Fazenda, é responsável por julgar recursos administrativos de autuações contra empresas e pessoas físicas por sonegação fiscal. A Polícia Federal descobriu que conselheiros cobravam propina para fazerem as autuações desaparecerem.

Lula é acusado de praticar lobby entre 2013 e 2015 em favor da empresa sueca Gripen na última licitação para a compra de caças pela Força Aérea Brasileira (FAB). A licitação foi bastante disputada pelos EUA e França, mas acabou sendo vencida pela Suécia, que se comprometeu a transferir tecnologia para montagem dos caças.

O ex-presidente da República já é alvo de ação na Operação Lava Jato, no Paraná, e de duas ações na Justiça de Brasília — uma por suspeita de tentar prejudicar delação premiada e outra por tráfico de influência envolvendo a Odebrecht.

Com informações do Sputnik Brasil.

texto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM