segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Juca de Bala: “Tomamos todas as medidas para contornar os efeitos da crise”

Com dezenas de obras inauguradas na cidade, implantação de programas sociais, reforma e ampliação de escolas, melhorias e investimentos na saúde e uma política de austeridade nas contas públicas - fazendo de Laranjeiras um dos municípios mais transparentes de Sergipe de acordo com os órgãos de controle -, a gestão do prefeito José de Araújo Leite Neto (Juca de Bala) encerra no próximo dia 31 de dezembro com um saldo bastante positivo.
Mesmo não tendo sido reeleito, o gestor entende que o resultado das urnas se deve a uma situação atípica, que é a crise financeira nacional que afeta todos os municípios brasileiros, alguns em maior proporção. Em entrevista ao Caderno Municípios do Jornal do Dia, Juca faz um balanço da gestão e afirma que irá torcer para que Laranjeiras continue crescendo. 

Confira a íntegra da entrevista de Juca de Bala concedida ao Jornal do DIA:

Jornal do Dia – Os últimos anos tem sido de bastante dificuldades para os gestores, como você avalia a sua gestão diante da crise?
Juca de Bala – Este mandato foi extremamente atípico para todos os prefeitos. Em nenhum momento se enfrentou uma crise econômica e política como a que o Brasil enfrenta, com reflexos diretos nos estados e municípios. E Laranjeiras também foi afetada duramente, com uma perda considerável de receita, que se agravou em 2016. Temos a consciência de que tomamos todas as medidas possíveis para contornar os efeitos da crise, mantendo as obras, os salários em dia e o pagamento dos prestadores de serviço.

JD – O Tribunal de Contas solicitou algumas intervenções no portal da transparência dos municípios, quais as medidas foram adotadas por Laranjeiras para obter um resultado positivo?

Juca – Um dos fatores positivos no final da gestão foi que nós lançamos um novo portal onde todos os dados e informações do município são divulgados com responsabilidade, valorizando assim, a transparência. Na última avaliação do Tribunal de Contas do Estado (TCE), cujo resultado foi divulgado na última quinta-feira, nós obtivemos nota 9,5, sendo assim, somos considerados um dos municípios mais transparentes de Sergipe. Então, relatórios, licitações, contratos, concursos, folha de pagamento, todos os dados estão disponíveis ao público. Além do Serviço de Informação ao Cidadão (e-Sic), que tem a finalidade de atender e orientar pessoas físicas e jurídicas quanto ao acesso a informações da prefeitura. E é através desse serviço que é possível fazer solicitações e acompanhar o andamento através do número de protocolo. Recentemente o TCE avaliou o município como uma das gestões mais transparentes do estado, contribuindo para o fortalecimento da democracia, prestigiando e desenvolvendo as noções de cidadania.

JD – Sabemos que as suas principais ações foram na infraestrutura, quais as suas principais realizações nessa área?

Juca – Graças a um planejamento feito no início, em 2013, diversas obras foram realizadas na cidade, promovendo cidadania, mobilidade urbana, convivência entre as famílias, lazer, esporte, saúde e educação. Entre as obras que foram inauguradas temos reformas e ampliação de escolas, reformas de unidades de saúde, pavimentação de inúmeras vias, através do programa “Minha Rua de Cara Nova”, construção e revitalização de praças, ampliação do sistema de abastecimento d’água, esgotamento sanitário, reforma do Clube Recreativo Antônio Carlos Franco, além de uma grande inovação, que foi a construção de complexos denominados Pontos de Encontro Comunitário (PEC). Sem contar com as obras realizadas na entrada da cidade, no bairro Pastora. Com um investimento de aproximadamente R$ 6 milhões, a rodovia Walter Franco ganhou duas praças, iluminação, ciclovia, pista de caminhada e bancos. Ruas no seu entorno foram pavimentadas, acabando com a lama e a poeira que ainda era uma realidade. E em parceria com o governo de Sergipe, a rodovia recebeu um novo recapeamento, e hoje está interligada com a Contorno Leste, também construída pelo governo e que interligada a Pastora à região dos conjuntos, melhorando o acesso de milhares de moradores. Em parceria com o Governo do Estado, levamos água, energia e pavimentação asfáltica com a primeira camada de asfalto, sendo que a segunda está em fase de implantação, para o conjunto José Monteiro Sobral. Outra grande obra realizada pelo nosso governo foi o de pavimentação asfáltica no conjunto Japuí I, no bairro Pedra Branca, além da macrodrenagem e esgotamento sanitário no Japuí, Ariston e avenida Principal.

JD – Quanto a educação, qual a marca deixada pelo governo Juca de Bala?


Juca –
Um dos nossos principais compromissos com a população foi referente à educação. De vinte escolas que o município possui, treze foram reformadas e ampliadas. São escolas que ficam na sede e nos povoados. Entre os serviços executados com recursos próprios nós temos a construção de novas salas de aula, cantinas com refeitório, banheiros e rampas para atender as pessoas com deficiência, ampliações nos pátios cobertos, parque infantil, construção e/ou reforma de muro, conforme a necessidade de cada estabelecimento, assentamento de piso e revestimento nas salas de aula, além de toda a revisão elétrica, hidráulica e de cobertura nos prédios. A gestão também manteve nos quatro anos a distribuição de merenda escolar de qualidade, balanceada e nutritiva; transporte escolar e material didático para todos os alunos.

JD – Por muitos anos o Hospital São João de Deus esteve fechado e foi reaberto na gestão passada, como você trabalhou pra manter um serviço de qualidade para a população na área da saúde?

Juca – Entre as nossas ações de destaque na área da saúde estão as reformas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), a construção de uma nova na Mussuca, além da reestruturação do Hospital São João de Deus, com a aquisição de novos equipamentos, implantação do Centro de Especialidades e contratação de novos profissionais, garantindo o funcionamento 24h por dia durante os quatro anos. Um trabalho que tornou a unidade de saúde referência em atendimentos, com 65% de aprovação popular, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Dataform. Outra novidade foi a implantação de um Centro de Fisioterapia, melhorando a vida dos pacientes que precisam fazer tratamento. Além da farmácia popular com distribuição de medicamentos de baixa, média e alta complexidade.

JD – A Secretaria de Assistência Social é uma das principais pastas de uma gestão, quais os programas sociais desenvolvidos no seu governo?

Juca – Nós criamos programas sociais que beneficiam a população laranjeirense que vive em vulnerabilidade social. São os programas Mesa Farta e Renda Cidadã que integram o programa Família Cidadã, e que foram lançados entre os anos de 2013 e 2014. O Mesa Farta contempla cerca de 2.000 famílias da sede, bairros e povoados, com a distribuição de cestas básicas. Já o Renda Cidadã é um programa municipal de transferência de renda que beneficia em torno de 150 famílias por mês, com uma renda que varia entre R$ 100 e R$ 750.

JD – Hoje, qual o seu principal desejo para a população laranjeirense?

Juca – Enfim, é possível perceber que nosso município melhorou nesses quatro anos. Sofremos o desgaste de um quadro de crise, mas que foi enfrentado com seriedade e transparência, a exemplo do pagamento dos salários dos servidores e do 13° salário que começou a ser pago na última sexta-feira, dia16. Trabalhamos todos os dias por Laranjeiras, seja no gabinete ou fora dele, mas sempre discutindo e buscando soluções para os problemas que são inúmeros. Deixamos benefícios que serão aproveitados pela população, e isso é o que nos conforta e nos deixa com a consciência do dever cumprido. Agora o meu desejo é que Laranjeiras continue crescendo.


Com Informações do Jornal do DIA e do DECOM / PML


texto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM