sábado, 31 de dezembro de 2016

Grupo de Juca vai eleger mesa diretora da Câmara de Laranjeiras

Neste domingo, 1º de janeiro, às 17h a Câmara Municipal de Laranjeiras realiza solenidade de posse dos vereadores, prefeito e da vice-prefeita, ambos eleitos no último pleito realizado no dia 02 de outubro passado.


Somente uma chapa foi inscrita para disputar o comando da mesa diretora da Câmara Municipal de Laranjeiras. Nenhuma outra chapa foi inscrita, além da que apresenta como presidente o vereador Luciano da Várzea. Diante desse fato, a eleição para Mesa diretora da Câmara será realizada com uma única chapa.

A única chapa devidamente inscrita tem a seguinte formação:


Presidente:
Luciano dos Santos (Luciano da Várzea / PMDB)
Vice-presidente: Jânio Dias / PMDB
1ª Secretária: Brasilina Borges / PSD
2ª Secretária: Marizete dos Santos (Marizete da Mussuca / PRTB).


Pacto entre os vereadores

Todos os vereadores componentes da chapa são do grupo liderado pelo prefeito Juca de Bala. Desde o início do processo de eleição para a mesa diretora da casa, seis dos onze vereadores eleitos firmaram um pacto, visando à conquista da mesa, entre eles estão: José Carlos JJ (PMDB), Edvaldo Xavier (Neguinho / PRTB), Brasilina Borges (PSD), Adriano Carvalho (Adriano de Pedra Branca / PMDB), Jânio Dias (PMDB) e Luciano dos Santos (Luciano da Várzea / PMDB). Com as articulações políticas para formação da chapa, foram incluídos também os vereadores: Marizete da Mussuca, Adelmo de Zé Bodega e João Ferreira. Todos eles também integrantes do agrupamento liderado pelo prefeito Juca de Bala. Ambos participaram diretamente de sua gestão.

Até o último dia 27 deste mês, tudo estava acertado entre os nove vereadores que compõem o grupo do prefeito Juca de Bala. Mas com a concessão da liminar liberada pelo ministro Gilmar Mendes, presidente do TSE, que autoriza a diplomação e a posse do prefeito eleito Paulo Hagenbeck (Paulinho da Varzinhas / DEM) e sua vice Suely Alves, mesmo estando inelegível e indeferido pelo TRE/SE e com julgamento de recurso pendente no TSE; algumas tentativas de formação de outra chapa foram realizadas, mas sem sucesso. 


Tentando formar outra chapa

De acordo com informações que recebemos, o vereador eleito Adelmo de Zé Bodega seguindo orientação de seu irmão Zé Bodega e apoiado pelo prefeito eleito Paulinho da Varzinhas, tentou entendimento com os vereadores Jânio Dias, José Carlos JJ e Edvaldo Xavier Neto (Neguinho); objetivando a formação de outra chapa e automaticamente esvaziar a chapa existente. A iniciativa foi rejeitada pelos vereadores, que escolheram manter a palavra aos demais colegas e serem fiéis ao grupo.


Fidelidade dos vereadores contatados

As informações indicam também que houve ofertas aos vereadores contatados. Zé Bodega e Paulinho ofereceram a presidência da mesa e indicariam o nome para vice no primeiro biênio e no segundo a ordem seria invertida. Seria presidente o nome indicado pelo grupo de Paulinho e os vereadores contatados apontariam o nome do vice.Todas as propostas foram rejeitadas pelos vereadores Jânio Dias, Neguinho e JJ. Eles preferiram permanecer fiéis a seu agrupamento. Coisa rara, entre os políticos nos dias atuais.

NOSSA OPINIÃO

O Blog/Site RSNOTÍCIA tem grande reconhecimento e respeito ao ex-vereador José Soares Pinto (Zé Bodega), pelo seu trabalho assistencialista e de inclusão social junto aos laranjeirenses mais carentes, além de ser um político jovem com grande sensibilidade popular. Mas entendemos que nesse episódio da eleição da mesa diretora da Câmara, ele errou feio. Primeiro tentou de forma legítima, com apoio de Paulinho da Varzinhas, emplacar seu irmão Adelmo como presidente. Não conseguindo, procurou o agrupamento de Juca e pediu que houvesse mudança dos nomes escolhidos inicialmente para a formação da chapa. Depois de tudo acertado e devidamente resolvido, após a mudança no cenário político provocada pela liminar, ele voltou atrás sem nenhum contato com os líderes do grupo liderado por Juca de Bala e retornou seu entendimento com o grupo de Paulinho para tentar a formação de uma chapa.

Compreendo que a ação política de Zé Bodega é legítima, mas essa sua mudança de posição mancha sua boa reputação política e provoca baixa em sua credibilidade, pois dessa forma, corre o risco de ninguém mais querer fazer acordo com Zé Bodega.

Quero mais uma vez reconhecer e elogiar o posicionamento dos vereadores José Carlos JJ, Edvaldo Xavier Neto (Neguinho), Jânio Dias, Brasilina Borges, Adriano de Pedra Branca, Marizete da Mussuca e Luciano da Várzea; pela manutenção da palavra e do posicionamento ao lado do prefeito Juca, mesmo depois da liminar.

Não incluímos o vereador eleito João Ferreira porque não conversamos com ele sobre o assunto. Dessa forma não podemos falar nada sobre sua posição. Se continua apoiando a chapa encabeçada pelo vereador Luciano da Várzea ou não. Iremos conversa mais adiante com João Ferreira, por quem também temos grande apreço.


Estamos abertos ao vereador eleito Adelmo e seu irmão Zé Bodega, caso pretendam publicar algo como resposta ao texto acima. Só manter contato conosco por meio do cel 79 996290665 ou através do email: rsnoticia2@gmail.com

Da Redação

Um comentário:

Cledson SANTOS disse...

É complicado esta posição do ex. Vereador Zé bodega. Agora fica a pergunta é confiável a fazer parte de encabeçamento majoritário?..ou a varzinhas pode coloca_lo por falta de opção?.

LEIA TAMBÉM