segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Eleição presidencial será marcada por candidatos citados na Lava Jato

Lula (PT) e Marina Silva (Rede), eleitos como favoritos em pesquisa de intenção de votos do Datafolha, estão entre os citados em propostas de delação.

Nas propostas de delação premiada de empreiteiras investigadas pela Lava Jato, surgiram nomes de possíveis candidatos à presidência nas eleições de 2018.



Segundo a Folha de S. Paulo, foram citados por executivos da Odebrecht, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), o senador Aécio Neves (PSDB), o chanceler José Serra (PSDB) e o presidente Michel Temer (PMDB).

Também foi citado o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que lidera o 1º turno da corrida presidencial, segundo pesquisa de intenção do Datafolha. Entre os possíveis candidatos, ele é o único candidato que é réu. Ao todo, são cinco processos contra Lula, sendo três pela Lava Jato e os outros dois pela operação Zelote e Janus.

A ex-senadora Marina Silva (Rede), líder nos cenários de segundo turno da eleição presidencial conforme a mesma pesquisa, foi citada na proposta de delação de Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS. Segundo o informante, Marina teria recebido caixa dois para sua campanha ao Planalto em 2010. O nome de Aécio também apareceu na proposta de delação da OAS.

José Serra foi apontado como tendo recebido R$ 23 milhões de caixa dois em 2010. Já um delator declarou que Alckmin fez o recebimento de caixa dois nas campanhas de 2010 e 2014. O tucano se defende, e diz que são conclusões prematuras.

Com apenas 4% no Datafolha, Michel Temer foi citado em colaboração de executivos da empreiteira 43 vezes. O presidente da República, no entanto, nega as acusações.

Informações do Notícias ao Minuto



texto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM