quarta-feira, 2 de novembro de 2016

PMA diz que atendimento nos hospitais municipais retorna nesta quinta-feira

Recepção do Hospital Nestor Piva na tarde de segunda-feira (31).
 (Foto: Brunno Góes)
CRM fará vistoria para avaliar situação do Hospital Nestor Piva. Mais de 40 Unidades da Saúde da Família continuam fechadas.

A Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) informou na tarde dessa quarta-feira (2) que após diálogo com a empresa Multserv, que presta serviço de higienização, limpeza e auxílio administrativo nas unidades hospitalares, ficou acordado que os serviços serão normalizados e com isso o atendimento à população será retomado a partir das 7h da quinta-feira (3).

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Nestor Piva, que está sob intervenção ética do Conselho Regional de Medicina de Sergipe (CREMESE) desde terça-feira (1º),

por causa da suspensão do serviço, vai passar por uma vistoria na quinta-feria (3) e a depender da situação pode ou não ser liberada para atendimento.

As Unidades de Pronto Atendimento Nestor Piva (Zona Norte) e Fernando Franco (Zona Sul) estão fechadas desde a segunda-feira (31) e segundo a Secretaria de Comunicação, as 43 Unidades de Saúde da Família (USF) continuam com o atendimento suspenso.

A empresa MultServ informou que a suspensão do serviço foi motivada pela falta de pagamento do contrato em atraso há 11 meses, acumulando uma dívida de R$ 8,4 milhões. Cerca de 450 funcionários atuam no serviço municipal e já retornaram ao serviço na manhã dessa quarta-feira para fazer a higienização e limpeza das unidades.

Ministério Público

Na manhã dessa quarta-feira (2), uma reunião no Ministério Público Federal (MPF) com representantes das redes públicas de saúde de Aracaju e do Governo de Sergipe discutiam o plano para superar a situação de crise do serviço na capital.


Na terça-feira (1º), o Conselho Regional de Medicina (CRM) decidiu pela interdição ética na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Nestor Piva. O CRM informou que a medida foi tomada após uma vistoria no local. A interdição ética vai continuar até o restabelecimento do serviço de limpeza e higienização. O conselho também tentou fazer uma vistoria na UPA Fernando Franco, mas as portas estavam fechadas.

Informações do G1 SE

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM