terça-feira, 1 de novembro de 2016

Jackson Barreto é entrevistado no programa ‘A Hora da Verdade’ da 103 FM

Jackson diz que é governador e também na prática, exerce o papel de prefeito da capital, através das inúmeras ações que sua gestão tem disponibilizado em favor da população aracajuana. Jackson avalia que a capital não tem prefeito.

Jackson Barreto diz a George Magalhães que não é o responsável pela que na arrecadação do Estado de Sergipe, mas vem trabalhando com bastante determinação para superar essa crise financeira sofrida pelo estado.

Governador destaca que os adversários ficam o tempo todo atacando seu trabalho sem nenhuma coerência, ao invés de reconhecerem seu grande esforço administrativo para superar os efeitos da crise no estado.



Após fazer um breve balanço das ações que o estado vem realizado, expressou sua chateação contra o senador Eduardo Amorim. Quem vem fazendo muitas críticas ao seu trabalho. Rebatendo ao senador Amorim, que o chamou covarde, ele disse que o senador ‘é moleque, vagabundo, fracassado e frustrado’.

Governador também revela que o senador Eduardo Amorim tem processo junto a justiça, que se não fosse o recurso da imunidade parlamentar, já teria sido preso. Jackson também destaca que Eduardo Amorim assiste seu irmão usar o nome da mãe, que em sua opinião é uma mulher respeitada, como laranja em suas transações comerciais. para Jackson, isso é vergonhoso!



Jackson declarou que está decepcionado com Valadares Filho. “Na eleição anterior para prefeito da capital, na avaliação dele, eu fui um dos maiores cabos eleitorais de sua candidatura. Mas nessa eleição ele me deu o troco, sendo agressivo comigo o tempo todo!”

Ainda sobre Eduardo Amorim, o governador ainda falou para George Magalhães durante a entrevista: “Passo a semana inteira trabalhando, mas tem político em Sergipe que não trabalha e vai para as rádios, destilar ódio e rancor contra mim. Minha resposta é com trabalho. Eu não sou responsável pela situação financeira que Sergipe está passando. É o país inteiro que está sofrendo. Eduardo Amorim não fala do caos na prefeitura. Não olha para a situação do povo de Aracaju. Eles criticam por criticar. 


O Huse não está aguentando. O papel que o governador exerce hoje é o de prefeito da capital. Com relação à segurança venho fazendo a minha parte. Se cada governador fizesse o que eu já fiz as coisas estariam melhores. Eu estou trabalhando. Eduardo Amorim não faz nada. O problema dele comigo é porque tomou uma surra nas urnas na eleição para governador”.

Sobre as Emendas parlamentares

O governador registrou que quando estava atuando no Congresso, nem ele e nem Marcelo Déda, jamais negaram uma emenda de bancada para Sergipe. “Enviamos as emendas para o Congresso, mas por causa da eleição Valadares tirou uma emenda de 100 milhões que poderia vir para Sergipe e enviou para a Codevasf Nacional”, argumentou Jackson.

Ainda avalia que o senador Valadares e Eduardo Amorim prejudicaram o estado de Sergipe, retirando recursos da emenda de bancada que serviriam para ajudar na construção do Hospital do Câncer e para melhorias no Aeroporto de Aracaju. ‘Eles prejudicaram o estado de Sergipe’, concluiu o governador.

Sobre as agressões sofridas por Belivaldo

Quando indagado sobre a postura do vice-governador, Jackson falou: “Belivaldo Chagas é um homem correto, sensato, leal e do bem. Não conheço ninguém que tenha algo negativo para falar de Belivaldo. O povo de Simão Dias bem sabe quem são os Valadares. O candidato apoiado por eles perdeu a eleição por lá também. Por Belivaldo as pessoas tem muito carinho, respeito e credibilidade. Coisa que nem Valadares Pai, nem Filho têm”.

Jackson também destacou que irá à Brasília com o prefeito eleito Edvaldo Nogueira e Eliane Aquino conversar com o presidente Temer quantas vezes for necessário.

Boatos sobre o IPVA

O governador também lembrou que os adversários inventaram que ‘enviamos um projeto para assembleia cancelando o parcelamento do IPVA, mas o projeto é para que as locadoras que prestam serviço em Sergipe, façam o emplacamento dos carros aqui. Isso foi mais uma mentira que inventaram para tentar destruir a minha imagem”, afirmou Barreto.

Sobre a segurança pública

Jackson destacou que nesta quinta-feira, 03, estará reunido com a equipe da segurança pública. Com o obejetivo de estudar e encontar caminhos para melhorar a situação da segurança no estado de Sergipe. Falou que está muito preocupado com posição estatística do estado no mapa da segurança nacional, mas promete trabalhar para mudar essa situação.

Sobre o caos da saúde em Aracaju

Jacson disse: “Dor não tem partido. Cuidamos de mais de 2080 pessoas que deveriam ter sido atendidas pela prefeitura com nossos recursos, nossos servidores. Enquanto nós trabalhamos para cuidar do povo, o secretário Carlos Batalha disse que a tenda que montamos em frente ao Huse era pirotecnia. Estamos fazendo o trabalho da prefeitura, que abandonou Aracaju. Agradeço ao Exército brasileiro por toda ajuda nesse momento difícil”.

Sobre o futuro político

Jackson também declarou que está muito triste com o deputado estadual Robson Viana, a quem o ajudou bastante. Registrou que foi muito criticado por seus irmãos nas redes sociais durante a camapnha. “Por toda amizade que tive com Robson Viana, não merecia ser criticado por seus irmãos, mas deixa pra lá, ele vai ficar do lado que escolheu e eu do lado de cá”, declarou o governador. JB também mandou um forte recado para aliados políticos do interior, que ainda estão no PSB. Falou que irá exigir um posicionamento político dos tais líderes, porque não confia mais no senador Valadares. “Estou cansado de ajudar Valadares e ser traído, isso não vai mais acontecer”, afirmou JB.

Agradecimentos

O governador agradeceu a todos os amigos e correligionários dos partidos que apoiam o governo, pelo apoio na vitória de Edvaldo Nogueira e Eliane Aquino. Por fim, JB agradeceu em especial aos ouvintes do programa ‘A Hora da Verdade’, da 103 FM, ao repórter Faro Fino e a George Magalhães pelo espaço. A entrevista foi realizada diretamente da residência do governador, através da unidade celular e da mediação do repórter Faro Fino.

Fonte: Da Redação do Portal 'A Hora da Verdade'

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM