segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Renan e Delcídio usaram serviço 'antigrampo' do Senado, diz coluna

Pelo menos dez senadores e dois ex-parlamentares foram citados por agentes presos na Operação Métis.

Um dos agentes da Polícia Legislativa presos na Operação Métis, que investiga envolvimento da corporação em tentativas de atrapalhar investigações da Polícia Federal, citou nomes de senadores e ex-senadores que teriam utilizado um serviço 'antigrampo'.

Entre eles, estão o presidente do Senado, Reana Calheiros (PMDB) e o senador cassado Delcídio do Amaral (sem partido), preso da Operação Lava Jato. As informações são da coluna Esplanada, do jornal O Dia, deste domingo (23).

Pelo menos dez senadores e dois ex-senadores teriam sido delatados pelo agente. O sistema comprado pelo Senado é chamado Oscor.

Dez maletas com ferramentas para encontrar escutas teriam sido compradas em janeiro do ano passado. No total, o investimento da Casa ultrapassou os R$ 400 mil.

Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM