domingo, 23 de outubro de 2016

Recorde de público, muita guerra, socos e pouco futebol: Gre-Nal 411 termina empatado

Antes das semifinais da Copa do Brasil, Grêmio e Internacional não pouparam titulares, mas travaram um clássico de muita briga, com direito até a socos, pouco futebol e que não poderia terminar de outra forma: 0 a 0. O Gre-Nal 411 disputado na Arena do Grêmio foi válido pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, neste domingo.

O resultado fez o time comandado por Renato Gaúcho chegar aos 48 pontos ganhos e cair para a nona posição. O ponto conquistado ajudou o time de Celso Roth a subir para a 14ª posição, somar 37 e abrir dois pontos em relação ao Vitória, primeiro clube na zona de rebaixamento.

O jogo marcou o recorde de público na casa gremista com um total de 53.287 pessoas (47.662 pagantes).

O primeiro tempo foi bastante disputado pelas equipes, mas com pouca criatividade. A marcação colorada anulou as principais jogadas tricolores.

Logo aos cinco minutos, Bolaños dominou a bola perto da lateral e foi pressionado por William. O equatoriano acertou o lateral na barriga e foi armada a confusão. A briga entre os dois veio de outro Gre-Nal, quando o jogador do Internacional deu uma cotovelada e quebrou o queixo do gremista.

A partida melhorou apenas aos 30 minutos, quando saiu o primeiro chute ao gol. O Inter levou perigo depois de finalização rasteira com o meia Valdivia, aos 37. Um minuto depois, Bolaños arriscou chute da entrada da área e Danilo agarrou sem problemas.

Na volta do intervalo, o Internacional quase abriu o placar logo aos seis minutos. Luan errou passe para Walace. Rodrigo Dourado foi até a área e tocou para Vitinho, que chutou para fora.

Aos 15 minutos, o lance mais polêmico da partida. Kannemann fez falta em Valdívia e segurou a bola. Vitinho se irritou e tentou tirar a bola do argentino, acertando as costas do jogador. Com a confusão no gramado, Edílson acertou três socos em Dourado. Depois de mais de oito minutos de paralisação, o juiz expulsou Edílson e Dourado, mas deu apenas amarelo para Vitinho.

Aos 43, o Inter ainda teve boa oportunidade. William cobrou escanteio e, após bate e rebate, a bola sobrou para o mesmo lateral, que tentou o chute, mas Grohe fez a defesa.

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Grêmio visitará o Figueirense no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, às 19h30 de sábado. O Internacional receberá o Santa Cruz no Beira-Rio, em Porto Alegre, no sábado, às 18h30.

Antes disso, os times jogarão pelas semifinais da Copa do Brasil. A equipe tricolor enfrentará o Cruzeiro no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, nesta quarta-feira, às 21h45. No mesmo dia e horário, o clube colorado receberá o Atlético-MG.

FICHA TÉCNICA:
GRÊMIO 0 x 0 INTERNACIONAL

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 23 de outubro de 2016, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL)
Auxiliares: Alessandro Rocha de Matos (BA-Fifa) e Bruno Raphael Pires (GO-Fifa)
Público: 47.662 pagantes
Renda: R$1.782.613,00
Cartões Amarelos: Anselmo e Vitinho(Internacional)
Cartões Vermelhos: Edílson(Grêmio) e Rodrigo Dourado(Internacional)
GOLS: Nenhum

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon(Guilherme), Ramiro, Miller Bolaños(Jailson) e Pedro Rocha(Everton); Luan. Técnico: Renato Gaúcho

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Ceará, Paulão, Ernando e Geferson; Rodrigo Dourado, Anselmo, William, Valdívia(Eduardo Henrique) e Eduardo Sasha(Gustavo Ferrareis); Vitinho(Aylon). Técnico: Celso Roth

ESPN.com.br

Nenhum comentário:

LEIA TAMBÉM